Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Pastorais

Caçadores de pulgas


Depois de poupar a vida de Saul demonstrando que não era seu inimigo, Davi perguntou ao sogro: “Contra quem saiu o rei de Israel? A quem está perseguindo?” Para espanto e vergonha de Saul, Davi mesmo respondeu: “[O rei está perseguindo] a um cão morto! A uma pulga!” (1 Sm 24.14.)

Além de inglória, a guerra de Saul contra Davi era ridícula e muito mais desproporcional do que a luta travada por um jovem roceiro que nunca havia vestido uma armadura militar contra o arrogante filisteu que media dois metros de altura (segundo a Septuaginta). Pois, mesmo considerando os seiscentos homens que se agregaram a Davi, o exército de Saul era cinco vezes maior (três mil dos melhores soldados de Israel). Na verdade, o rei estava caçando pulga no deserto de En-Gedi. Quanto tempo, quanto esforço, quanto dinheiro perdido para pegar um insetozinho de pernas compridas e que gosta de pular!

O problema mais grave é que a loucura de Saul é a nossa loucura. Com muita facilidade e com muita freqüência transformamos uma simples pulga em leão bravio, uma minhoca em cascavel, uma sardinha em monstro marinho. Aumentamos o número e a altura dos gigantes da terra prometida e não damos atenção ao tamanho do cacho de uvas que dela trouxemos (Nm 13.23, 31-33). Choramos a noite inteira e a madrugada inteira por causa da pedra “muito grande” que estava sobre o túmulo de Jesus e não levamos a sério a ressurreição do Senhor (Mc 16.1-7).

Somos ótimos caçadores de pulgas e péssimos crentes. Temos inveja e ciúmes daqueles que estão sendo abençoados e agraciados por Deus. Não sabemos nos alegrar com o sucesso alheio. Não confessamos essa dificuldade nem buscamos cura para ela. Optamos pela loucura e pelo ridículo. Tornamo-nos infelizes caçadores de pulgas e nos desgraçamos progressivamente até — quem sabe — nos jogarmos sobre a própria espada, como aconteceu com o rei de Israel (1 Sm 31.4)!

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.