Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

Jesus Cristo — o segredo da sobrevivência da fé e da ética

Paulo chegou a Éfeso, a mais notável metrópole da província romana da Ásia, na costa ocidental da atual Turquia, no verão do ano 53 d.C., cerca de 20 anos depois da morte, ressurreição e ascensão de Jesus.

É, pois, muito significativo, que um espírito maligno tenha declarado aos sete filhos de Ceva, que tentavam expulsá-lo de alguns endemoninhados em nome de Jesus, o seguinte: “Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são?” (At 19.15).

O próprio demônio conhecia Jesus, embora Ele não estivesse mais entre os homens! Talvez conhecesse mais sobre Jesus do que toda a população de Éfeso e de toda a Ásia, que Paulo procurava evangelizar. A esse espírito maligno, o apóstolo não precisava provar a divindade de Jesus, o sacrifício vicário de Jesus, a ressurreição de Jesus, o atual ministério de Jesus (de colocar sob os seus pés todas as estruturas do mal, inclusive a morte) e o retorno de Jesus em poder e muita glória. Não precisava falar nada sobre o Senhor porque o demônio se declarou por dentro de tudo: “Jesus, eu conheço”.

Na verdade, os seres angélicos decaídos não precisam de evangelização. Eles sabem de tudo. Até da condenação a eles reservada!

Daí a palavra de Tiago: “Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem — e tremem!” (Tg 2.19).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.