Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

Quem precisa das boas notícias?

Por ocasião do dia de Finados, a historiadora Antonia M. Féliz escreveu no Jornal do Brasil (3/11/2003, p. A12):

Não se morre uma vez. A morte chega aos poucos, várias vezes, devagar, silenciosa, de forma bestial ou natural, em qualquer tempo, ao longo da vida. Morremos para o mundo, para o outro, para o fato e ato. Eu tenho medo das pequenas mortes. Eu tenho medo é da vida, da crueldade, das condições sob as quais os homens são desumanizados, em nome da justiça, da segurança, do desenvolvimento e até mesmo do amor. Eu tenho medo é da vida sem esperanças, que é morrer um pouco todos os dias.

Uma semana antes, no último sábado de outubro de 2003, às 5 horas da tarde, a professora Andrea Lisboa Salgado, de 33 anos, casada e mãe de duas crianças (Orlando, de 7 anos, e Letícia, de 4), teve as pernas amputadas pouco abaixo dos joelhos, por ter sido atropelada por uma lancha desgovernada na praia das Pitangueiras, nas proximidades de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Antonia Féliz e Andrea Salgado são dois exemplos tomados a esmo de pessoas que precisam de boas notícias para continuar vivas. Elas são nós e nós somos elas.

No bojo da boa notícia, Antonia Féliz encontrará que a morte vai morrer (1 Co 15.26). No mesmo baú da boa notícia, Andrea Salgado aprenderá “o segredo de viver contente em toda e qualquer situação” (Fp 4.12).

As boas notícias fazem verdadeiros milagres!



CBE Jovem em junho de 2006

Os participantes jovens do CBE2 reuniram-se no penúltimo dia do encontro (por sinal era o dia do 486º aniversário da Reforma) e produziram a Carta Jovem de Belo Horizonte, aqui reproduzida:

Somos parte de uma história. Fruto de sonhos, lutas e esperanças. Sonhos de viver um evangelho pleno, lutas para manter a integralidade do reino, optando pelo caminho árduo e afirmando a formação do caráter que valida a missão. Esperança de ver o Brasil transformado pelas boas novas.

Não nos sentimos substitutos dessa geração, mas queremos continuar a escrever esta história. Recusamos o rótulo de sermos jovens sem compromisso, apesar do medo e do desafio que nos espera e assumimos a tarefa de levar adiante a visão de um evangelho integral.

Questões como a inclusão social, a formação teológica, o caráter cristão e a preocupação com vidas precisam ser trazidos à prática. Aceitamos o desafio!

Para tanto, nos comprometemos a criar uma rede que divulgue os conhecimentos aqui adquiridos sobre missão integral, culminando na realização, em julho de 2006, do CBE Jovem.



QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.