Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Especial — Supostas revelações: Palavras de Ouriel na boca de Paulo, Daniel e João

No livro “O Triunfo Eterno da Igreja” há vários trechos atribuídos a Daniel, João e Paulo, e também a Deus, a Jesus e ao Espírito Santo. Não podem ser chamadas de citações, porque em livro algum, em documento algum e em gravação alguma esses trechos serão encontrados. São supostas revelações dadas ao Grupo de Oração da Assembléia de Deus em Boston. Na verdade, são palavras humanas colocadas na boca desses servos de Deus e também na boca da Santíssima Trindade. Talvez essa ousadia não tenha sido cometida de forma criminosa. Na melhor das hipóteses, seria o resultado de um êxtase religioso. Talvez o citado grupo não tenha levado a sério o perigo de se equivocar, possibilidade sempre presente na história da Igreja. Tanto Paulo como João recomendam que tomemos o maior cuidado possível com o risco de uma comunicação sobrenatural que venha modificar ou acrescentar algo à revelação original. O autor da façanha pode ser “um anjo dos céus”, segundo Paulo (Gl 1.8), ou um “espírito qualquer”, segundo João (1 Jo 4.1).

Sob os títulos “Considerações do Profeta Daniel”, “Considerações do Apóstolo João” e “Considerações do Apóstolo Paulo”, é possível encontrar 57 trechos atribuídos aos três personagens, um do Antigo Testamento e dois do Novo Testamento. São exatamente dezenove trechos para Daniel, dezenove para João e dezenove para Paulo. Mais grave ainda é atribuir alguns parágrafos a Deus Pai (“Considerações do Pai”), a Deus Filho (“Dedicatória do Filho à sua Noiva Amada”) e ao Espírito Santo (“Considerações do Espírito Santo”).

O mais preocupante de tudo é que essas “considerações” dão total suporte à visão impressionantemente eufórica do pastor Ouriel de Jesus e o distinguem para ser o apóstolo do chamado Grande e Último Avivamento do Tempo do Fim. Foram ele e seu grupo de oração, do qual faz parte sua esposa, que ouviram e receberam essas revelações, em reuniões de oração realizadas na residência do casal. Não foram outras pessoas, senão eles mesmos, os crentes diretamente envolvidos.

Não há nada de especial nas palavras atribuídas ao profeta e aos apóstolos. Eles revelam sua alegria, louvam o Senhor e se mostram muito agradecidos por tudo. O estilo de cada um deles não coincide com o estilo que eles usam nas Escrituras.

Todas as “Considerações” começam com a auto-apresentação do autor: “’Eu, Daniel’, servo do Deus Altíssimo desde a minha infância...”; “’Eu, João’, servo e apóstolo de Jesus Cristo...”; “’Eu, Paulo’, servo e apóstolo de Jesus Cristo...”

Por essa razão, causa muito mal-estar a palavra inicial do pastor Ouriel de Jesus: “’Eu, Ouriel de Jesus’, segundo a graça de Deus e a sua infinita misericórdia...” O título dessa página — “Considerações do Pastor Ouriel de Jesus” — parece colocar o pastor brasileiro no mesmo patamar dos autores bíblicos.

Veja a seguir uma ou outra palavra que Ouriel colocou na boca dos outros:

Na boca de Daniel

A maior parte da prosperidade do mundo pertencerá aos santos (p. 129). Esses [os atalaias e profetas do Altíssimo no tempo do fim], como eu, também padecerão perseguições, incompreensões, ciúmes, calúnias, difamações e invejas... (p. 219).

Na boca de João

Alegrei-me quando tomei conhecimento de que os mistérios que pude ver no livrinho que me fora ordenado comer seriam de uma maneira muito especial lidos e revelados aos santos da Igreja do avivamento do tempo do fim (p. 99). Na visão que tive de todas as coisas, o que mais me surpreendeu foram os meios de transporte e de comunicação que estavam à disposição dos santos para serem usados no cumprimento de sua missão, sabendo eu que a maior de todas as colheitas será realizada no avivamento que sucederá no tempo do fim (p. 128).

Na boca de Paulo

Pude ver e ouvir milagres que jamais haviam sido manifestados, coisas que, nos meus dias, não existiram (p. 112). A glória desse último e grandioso avivamento será maior que todas as glórias manifestadas até então (p. 221).

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.