Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Livros

O Futuro e a Ilusão um embate com Freud sobre psicanálise e religião

Na psicanálise e psicologia, na filosofia e sociologia, na física e biologia — pergunta-se: qual o futuro da religião? Nada melhor do que conhecer uma das primeiras obras que reagiram às idéias de Freud sobre a religião.

Em 1927, quando da edição de “O futuro de uma ilusão”, de Freud, o pastor e psicanalista Oskar Pfister pediu a Freud espaço para expressar sua discordância de dentro do âmbito psicanalítico. Então veio a lume, em 1928, “A ilusão de um futuro”, criado no calor de um “embate amigável” e que agora estréia em língua portuguesa.

O embate entre Freud e Pfister incitou autores de diferentes formações, localidades e referenciais a comporem textos fecundos. O resultado foi “O Futuro e a Ilusão: um embate com Freud sobre psicanálise e religião”, organizado pela psicóloga e psicanalista Karin H. K. Wondracek, tradutora das Cartas entre Freud & Pfister (Editora Ultimato, 1998).

O livro apresenta o texto de Oskar Pfister e, a seguir, os demais em três seções. Na primeira seção, os autores reagem a Freud, retomando suas idéias e retrabalhando-as à luz do momento atual. Na segunda, reagem a Pfister, apresentando suas idéias principais, suas diferenças teóricas com Freud, sua inserção na clínica psicanalítica e na cura de almas. E, na terceira, surgem ressonâncias contemporâneas ao embate entre Freud e Pfister. O último texto é um “debate amigável” entre um teólogo e dois psicanalistas a respeito da religião e seus destinos atuais. Vale a pena ler!



Evangelização no Mercado Pós-Moderno
112 páginas
Editora Ultimato
Tel.: 0300 313 1660
Autor: Robson Ramos

Assunto: As condições para dialogar com pensadores e pregar a graça salvadora aos que nunca deram atenção séria ao evangelho.

Por que ler: Para desafiar os cristãos a alcançarem os areopagitas do século 21 com uma mensagem capaz de explicar a cruz. Para desenvolver a mente cristã.

Trecho: Como cristãos no início do século 21, estamos orgulhosos pelo “reconhecimento” da mídia secular, pelas nossas sandalinhas, pelos livros de receitas dos tempos dos patriarcas de Israel, pelos CD’s com perguntas bíblicas, e por muitos outros produtos cristãos (que rendem milhões). E será que estamos prontos para oferecer à nossa geração a esperança da qual tanto falamos?



Verdadeiras Profecias
416 páginas
Editora dos Clássicos
Tel.: 11 3115-4578

Autor: A.W. Tozer

(1897-1963)

Assunto: Mensagens clássicas de Tozer, como “Conhecendo o Santo” e “Respondi Firme ao Diabo!”.

Por que ler: Para conhecer o legado de Tozer, um dos nomes de maior projeção da Igreja do século 20, e suas mensagens, que tocam a alma.

Trecho: Deus quer que O adoremos. Ele não precisa de nós, pois não poderia ser um Deus auto-suficiente e, ao mesmo tempo, precisar de qualquer coisa ou pessoa. Mas Ele nos quer. Quando Adão pecou, não foi ele quem gritou: “Deus, onde estás?”; pelo contrário, foi Deus: “Adão, onde estás?”



Intercessão Mundial
Edição Século XXI
798 páginas
Missão Horizontes
Tel.: 35 3438-1546

Autor: Patrick Johnstone e Jason Mandryk

Assunto: Guia de intercessão pelas cidades, povos e nações do mundo

(edição atualizada, 2003).

Por que ler: Para informar-se sobre as necessidades dos povos do mundo e interceder por eles. Para agradecer pelas respostas de oração (novidade nesta edição).

Trecho: Desafios de Oração: [...] Os Ianomamis, com algo em torno de 15.000 pessoas entre as fronteiras do Brasil com a Venezuela. A terra deles foi invadida, despojada e envenenada por garimpeiros ilegais. Mais de 2.000 foram mortos em confrontos com os colonos.



Exemplo resumido:

Túnisia

Geografia

Área: 154.530 km2. Montanhosa e agrícola no norte, com o deserto do Saara ao sul. Local de notáveis civilizações: Cartaginesa, Berbere Cristã e Árabe islâmica.
População, crescimento anual, densidade
Capital: Túnis, 1.900.000.
Outra cidade importante: Sfax, 900.000.
População urbana: 63%.

Povos

Árabes: 96,5 a 98,5%.
Berberes: 1-3%.
Outros: 0,5%. Franceses, Italianos, Judeus.

Alfabetização: 67%. Língua oficial: Árabe. O francês é muito usado.
Total de línguas: 7.
Línguas com as Escrituras: 2Bi, 2por.

Economia

Desenvolvimento sustentável desde a independência. Indústria têxtil, turismo, azeite de oliva e fosfatos são as principais fontes de renda com a exportação.
Desemprego: 20%.
IDH: 0,695; 1020/174.
Dívida pública: 48,5% do PNB.
Renda per capita: $2.110 (6,7% dos EUA).

Política

Independente da França em 1956. Uma república com forte governo presidencial e praticamente um Estado de partido único. [...]

Religião

O islamismo é a religião do Estado. O governo tem mantido um tom secular, e somente uma minoria pratica ativamente sua fé. [...] Índice de perseguição: 13ª no mundo.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.