Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Carta ao leitor

Para ler de joelhos

Por que há uma guerra atrás da outra? Por que chamamos o amargo de doce e o doce de amargo? as trevas de luz e a luz de trevas? o mal de bem e o bem de mal? Por que não temos sossego no país nem fora do país? Por que continuamos a cometer os mesmos erros do passado e ainda cometemos outros piores? Por que a tecnologia cada vez mais rica e de velocidade cada vez maior, além de não resolver os nossos problemas, os torna mais complexos e insolúveis? Por que o narcotráfico, o crime, a corrupção, a fome, a aids? Por que os impérios caem e se sucedem?

Tem sido sempre difícil conciliar tudo isso com a idéia de Deus. Alguns aventaram a hipótese da morte de Deus. Outros têm dito: “Deus não existe”

(Sl 14.1). Todavia, o ateísmo e a teologia da morte de Deus nunca tiveram voz ativa e estão em declínio, enquanto, curiosamente, a crença em Deus está em alta.

Talvez haja uma explicação convincente para o problema. Ela é solene demais. Os textos bíblicos nos quais essa explicação se baseia precisam ser lidos de joelhos.

As Escrituras afirmam que uma das providências de Deus para punir e corrigir o ser humano é deixá-lo “andar na teimosia do seu coração”

(Sl 81.12).

Veja-se, por exemplo, o contexto do verso acima noutra versão: “O meu povo não quis ouvir-me; Israel não quis obedecer-me. Por isso os entreguei ao seu coração obstinado, para seguirem os seus próprios planos” (Sl 81.11,12, NVI).

Referindo-se ao mesmo incidente histórico (Êx 32.1), Estêvão faz o seguinte comentário: “Deus afastou-se deles e os entregou à adoração dos astros” (At 7.42).

A passagem mais solene, mais forte e mais profunda, porém, acha-se na mais teológica das epístolas de Paulo. Depois de descrever a corrupção humana, três vezes o apóstolo mostra que Deus os entregou às suas próprias loucuras:

“Por isso [por terem trocado a glória do Deus imortal por imagens] Deus os entregou à impureza sexual [...] para a degradação do seu corpo entre si”;

“Por causa disso [por terem trocado a verdade pela mentira e o Criador pelos seres criados] Deus os entregou a paixões vergonhosas [entre elas o lesbianismo e o homossexualismo]”;

“Visto que desprezaram o conhecimento de Deus, Ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam”. (Rm 1.24, 26 e 28, NVI.)

Embora tenha tudo em suas mãos, sob absoluto controle, Deus deixa o homem livre para dar continuidade à sua loucura. Até se arrebentar e chegar à conclusão de que o mandamento de Deus é bom e protetor!

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.