Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Seções — Em Jesus você pode confiar

Logo no início do ministério de Jesus, João Batista viu o Senhor caminhando em direção a ele e exclamou com entusiasmo: “Olhem, aí está o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (Jo 1.29, NVI).

É a primeira vez que alguém se refere a Jesus chamando-o de Cordeiro. Depois de João, o apóstolo Paulo amplia a figura e ensina que Jesus é “o nosso Cordeiro de Páscoa” devidamente sacrificado (1 Co 5.7). Mas no último livro da Bíblia, Jesus é chamado de “o Cordeiro” mais de 30 vezes (Ap 5.6; 6.1; 7.10; 8.1 etc.).

Ao mencionar Jesus como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, João Batista estava se referindo ao sacrifício expiatório de Cristo e também à impecaminosidade do Senhor. Todo o povo de Israel sabia de cor e salteado que o cordeiro do antigo sistema levítico tinha de ser “sem nenhum defeito” (Lv 22.21, CNBB). O animal não poderia ser cego, aleijado e mutilado, nem ter úlcera, sarna ou outras doenças de pele (Lv 22.22).

Não deveria ser oferecido ao Senhor animal que tivesse “os testículos machucados, esmagados, arrancados ou cortados” (Lv 22.24, NTLH).

Esse cerimonial rigoroso e detalhado apontava para um Jesus “santo, inocente, sem mancha”, que não precisava, como os sumos sacerdotes da antiga aliança, “oferecer sacrifícios a cada dia, primeiro por seus próprios pecados e depois pelos do povo” (Hb 7.26, 27, CNBB).

Jesus não cometeu pecado algum, mesmo tendo passado “por todo tipo de tentação” (Hb 4.15). Uma das pessoas mais próximas a Jesus recorda que Ele, “quando insultado, não revidava; quando sofria, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça” (1 Pe 2.22, 23).

Num Jesus assim, você pode confiar!

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.