logo ultimato
  • Seja bem-vindo Visitante!
  • Cadastre-se
  • facebook
  • twitter
  • rss
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Esqueci minha senha

O Escândalo do Comportamento Evangélico -- Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?

O Escândalo do Comportamento Evangélico

Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?

Ronald J. Sider

Páginas 144
ISBN 978-85-86539-98-5
Formato 14x21
Assunto Ética / Comportamento, Igreja, Vida Cristã
Ano 2006
Editora Ultimato
Código 41.05
Preço 29,70
R$ 29,70
Quem nós somos e quem Deus nos chama a ser?

Os evangélicos afirmam crer nos valores bíblicos e no poder de Deus de transformar vidas. Contudo, pesquisas demonstram que muitos não vivem de modo diferente do resto do mundo. De dinheiro a sexo, de racismo a realização pessoal, um escandaloso número de cristãos não vivem o que pregam. O Escândalo do Comportamento Evangélico revela a profundidade do problema e contrasta-o com o ensino bíblico.


“De vez em quando, alguém precisa ‘pisar no calo’ da igreja. A leitura deste livro pode fazer com que a dor fique estampada em seu rosto, mas essa dor do auto-exame vale a pena. Faça-o chegar às mãos de seu pastor, de seu grupo de estudo bíblico, de seu professor de escola dominical. Incentive-os a encarar esses sérios desafios e a despertar a igreja para as demandas do discipulado.”
David Neff, editor e vice-presidente da revista Christianity Today

“Nos últimos trinta anos, desde que Ronald Sider colocou o dedo na ferida da consciência dos evangélicos com a publicação de Cristãos Ricos em Tempo de Fome, o evangelicalismo perdeu o status de ser uma contracultura. O Escândalo do Comportamento Evangélico nos convoca, mais uma vez, a levarmos a sério o evangelho. Para o bem da sociedade — e de nossa própria alma.”
Randall Balmer

“Quando o comportamento de membros de um grupo religioso é um pouco melhor — ou às vezes pior — que o de seus vizinhos, líderes e membros desse grupo devem ficar atentos. Devem fazer algumas perguntas profundas, não apenas sobre seu comportamento, mas também sobre os sistemas que o produzem e sustentam. O Escândalo do Comportamento Evangélico me estimula a fazer esse tipo de pergunta.”
Brian McLaren

“Se você já se perguntou por que os evangélicos de hoje não exercem a influência social que seus números deveriam sugerir, Sider oferece uma resposta em O Escândalo do Comportamento Evangélico.”
Duane Littin, presidente do Wheaton College
Introdução
 
1. A profundidade do escândalo
2. A visão bíblica
3. Graça barata versus o evangelho todo
4. Conformando-se à cultura ou tornando-se igreja
5. Raios de esperança
 
Notas
Autor de O Escândalo do Comportamento Evangélico, Ronald Sider é professor de teologia, ministério holístico e de políticas públicas. É presidente dos Evangélicos pela Ação Social. Orador e escritor mundialmente conhecido, falou em seis continentes e publicou vinte e sete livros e vários artigos. O seu livro Cristãos Ricos em Tempo de Fome foi reconhecido pela Christianity Today com um dos cem livros religiosos mais influentes do século 20. É editor da revista PRISM e colaborador de Christianity Today e de Sojourners. Leciona em diversas universidades ao redor do mundo, incluindo Yale, Harvard, Princeton e Oxford.

Opinião do leitor

comentar
Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
#1

Ismael Nunes Silva

Marília - SP

Acredito mais importante ser cristão do que evangélico. O primeiro refere-se ao que busca ser como Cristo, já o segundo mostra aquele que crê na Bíblia. Entre crer e viver há diferença. Arautos como o músico João Alexandre há muito vêm alertando "Vaidade buscando Deus em si mesmo querendo fugir da Cruz... tudo é vaidade" ou Paulo César do Lógus "Quem ontem era servo agora acha-se senhor e diz a Deus como Ele tem de ser" "Gente que cresceu mas é criança, Crente que a esperança já perdeu... vive pecando e diz: A vida é assim! A vida não é assim, ser crente é ter compromisso". A conversão é diária.

Postado em 07/01/2007 às 14:49:34
#2

Sergio Augusto C

Rj - RJ

Se o apóstolo Paulo vivesse nos dias de hoje, certamente explicaria o que é graça x pós-modernidade, ideologias etc. que tem influenciado a vida de alguns. Vendo a "igreja" adiantando a volta de Cristo, para viver segundo o comportamento do sistema.

Postado em 03/03/2007 às 21:54:48
#3

Maurino Firmino De Seles

Teófilo Otoni - MG

Quero falar deste assunto tão importante atualmente, a falta visível das marcas de Cristo em nós. Cadê as igrejas prostestantes herdeiras da Reforma? Os pastores ousados que gritavam a justiça divina não só nos púpitos, mas também nas praças? Chega de sermos "sal insípido" e " luz apagada". Onde estão os políticos "evangélicos" deste país? Minha oração é: Deus tira de nós o ostracismo, nos dê paixão por uma vida que evidencia as marcas de Cristo, incedeia-nos de amor pela tua obra e manifeste os teus eleitos nesta nação. Maranata! Maranata!

Postado em 05/03/2007 às 00:46:19
#4

Flávio Conrado

Rio De Janeiro - RJ

Ronald Sider apresenta um retrato surpreendente e chocante dos evangélicos estadunidenses. Ele sempre foi um crítico da maneira como os evangélicos estadunidenses abandonaram uma visão bíblica, enfatizando o evangelismo e a conversão e deixando de lado a ação social e profética. Agora, Sider levanta a questão de que exatamente nas áreas onde eles sempre foram ortodoxos, seu comportamento não condiz com suas crenças e pregações. Há, entre os evangélicos, tanto hedonismo, materialismo, egoísmo, racismo e imoralidade quanto na sociedade em geral. Soa o alarme para os evangélicos brasileiros!

Postado em 31/10/2008 às 14:07:08
#5

Levy Sabino

Miami - Fl - EX

Taí um livro que eu não gostaria de ler... tenho receio de que o meu despontamento com alguns chamados evangélicos que conheço se transforme em raiva, ira, desprezo. Lamentavelmente a atual história evangélica brasileira não está muito ou nada longe dessa decepcionante realidade. Triste, muito triste.
Alguns dizem que é mais importante ser cristão do que evangélico. Pois eu me orgulho de ser evangélico pois o evangelho é o poder de Deus para todo aquele que crê. Não há como separar uma coisa da outra, pois quem crê na Bíblia, crê no evangelho, pois foi por ele transformado.
Oremos p/ igreja!

Postado em 21/07/2009 às 22:00:15
#6

Justus Rambaldi

Pouso Alegre - MG

Vamos ser francos, quem assumiu o compromisso com o Evangelho de Cristo, faz a obra, obedece ao que orienta a Bíblia, vive em Santidade.
Quanto ao resto, não assumiram 100% esse crescimento, e como seres carnais e pecadores que são, erram.
Essa é uma jornada de crescimento espiritual onde o Cristão deve sempre buscar o Reino de Deus e sua Justiça.
A culpa é da própria Igreja, que se descuida do crescimento e da maturidade espiritual de seus membros. Não há programas que preprem e capacitem esses membros osciosos a tornarem-se ministros da Obra.
Como diz o ditado Mente Vazia é Oficina do Diabo.

Postado em 14/11/2009 às 00:08:57
#7

Mª Aparecida

Palmas - TO

Respeito à idéia do autor com relação ao tema " o escândalo do comportamento evangélico."
Realmente, hoje convivemos com seres humanos que perderam a sua verdadeira identidade em Cristo e até mesmo de um ser humano, seja este crentes-evangélicos ou não crentes. Pois temor a Deus todos os seres na face da terra tem que ter a Deus.
Para o homem natural que não crer em Deus é normal falarmos o que sentimos e o que pensamos, sem mesmo consultarmos os princípios de Deus.
Ap 15:4 “Quem não te temerá, Senhor, e não glorificará o teu nome? Pois só tu és santo; por isso todas as nações virão e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos. “
Mas na realidade o mundo das pessoas que se intitulam como crentes e que na realidade vivem na mentires, na prostituição, soberba, avareza e outros inúmeros tipos imoralidades........, Deus julgará. E mesmo pelos seus próprios atos horrendos e de desmandos já estão a passar pela dor, pela angustia e outros tipos de dores, devido a estes escândalos que estão a cometer.
Então, não é justo que uns fazem para outros pagarem, jamais!!!!!!! Deus é Justiça.
E o homem não é Deus, mais que pena que muitos querem se colocar no lugar de Deus e não é por aí.
E eu como cristã-protestante que sou não falo que só é culpa da Igreja , por que Igreja somos nós crentes todos. Então somos nós que temos que analisar e verificar as Escrituras e passarmos a ser pessoas com uma Identidade de Cristo e sendo realmente a imagem e semelhança de Deus e não imagem e semelhança do diabo.
O homem ou mulher de Deus nunca deve perder esta imagem de Deus e nem mesmo a semelhança. Mais devido aos prazeres carnais e desejos das concupiscências dos olhos as pessoas agem como animais selvagens. Pois, o pecado afasta o homem de Deus e sendo que o salário do pecado e dos escândalos gera a morte.

Postado em 25/02/2010 às 13:24:36
#8

Daniel Santana De Oliveira

Maceió - AL

Esse livro é um alerta para o povo de Deus que está vivendo de qualquer jeito.É preciso viver como Cristo manda.É preciso ter temor à Deus,como manda o "sábio".É um livro profundo que abrange tudo ou quase tudo,sobre "Santificação".Existem uma gama de ensinamentos,sobre como ser verdadeiramente "crente".E sem mensionar "os escândalos"propriamente dito.No final nos brinda com uma bela canção.

Postado em 18/01/2011 às 19:38:38
#9

Henrique Stadulne

Tramandaí - RS

Preciso ler este livro!

Postado em 16/10/2012 às 15:12:28
#10

Maria Sayonara Sarmento Batista

Aguiarnopolis - TO

Louvo a Deus pelo lançamento desse livro! Parabenizo o autor juntamente com toda a equipe, nesses dias a igreja está mesmo precisando de uma voz que a chame ao primeiro amor, de um puxão de orelhas. Amei, quero comprar um!! O título fala exatamente o que nosso coração de profeta tem sentido e visto!!

Postado em 17/10/2012 às 15:53:37
#11

Hete Maom

Imperatriz - MA

O livro traz um alerta baseado nos dados que o autor obteve em seus estudos, analisando a vida dos cristãos e nao cristãos.
Pude verificar uma distância grande da visão de reino que as pessoas estão tendo, pelo modo que as mesmas vivem.
Gostei da leitura, abordagem, e o chamado para uma vida mais comprometida com a palavra, uma mudança radical, um chamado para nos aperfeiçoarmos ao caráter de Cristo.

Postado em 13/09/2013 às 15:33:47
Editora Ultimato ABU Editora