Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
A Visão Missionária na Bíblia -- Uma história de amor

A Visão Missionária na Bíblia

Uma história de amor

Timóteo Carriker

Páginas 136
ISBN 978-85-86539-85-5
Formato 14x21
Assunto Liderança, Missões, Teologia / Doutrina
Ano 2005
Editora Ultimato
Código 40.92
Preço
sugerido
33,10   (INDISPONÍVEL NO MOMENTO)
Avise-me Quando Estiver Disponível
R$ 33,10
 
A Bíblia, de Gênesis 1.1 a Apocalipse 22.21, é um livro essencialmente missionário, visto que sua inspiração deriva de um Deus missionário, o Deus que envia: “Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio” (Jo 20.21). E é à luz dessa revelação de Deus que a igreja enfrenta o maior desafio do cristianismo — a inacabada tarefa missionária, cujo âmago é a evangelização.

Em João 3.16 (“Pois Deus amou ao mundo de tal maneira...”) observa-se que o interesse de Deus não é menor do que o mundo que ele criou. Ele possui um plano mestre que envolve todas as coisas (1 Co 15.28). Israel foi o instrumento usado por Deus no Antigo Testamento para alcançar seu alvo. A partir do Novo Testamento ele usa a Igreja, que pode ser concebida como o centro do plano de Deus, porém jamais vista como o limite, a totalidade desse plano.

A consciência de ter sido chamado por Deus para ser bênção para os outros, sejam esses “outros” povos distantes ou o próprio filho ou vizinho, é que fez da história de Israel e da Igreja uma linda história do amor de Deus. Que este livro nos ajude a recuperar essa consciência e a fazer parte da história.
Ricardo Barbosa de Sousa, pastor da Igreja Presbiteriana do Planalto, em Brasília

Timóteo Carriker traz à luz os desafios da missão da Igreja. Ele reflete sobre o enredo das narrativas de Deus em busca do seu povo e sobre o seu desejo de que a Igreja cumpra o chamado de mostrar ao mundo o amor de Deus. Este livro é uma ferramenta indispensável para a igreja evangélica brasileira, especialmente seus pastores e líderes.
Oswaldo Prado, vice-presidente do Centro Global de Missões Dr. Paul Pierson, em Londrina
1. A Perspectiva Universal da Bíblia
    Missão desde o Início
2. A Promessa para Abraão:
    Povo Escolhido, Povos Benditos
3. A Promessa para Moisés:
    Povo Peculiar, Povo entre os Povos
4. A Promessa para Davi:
    Reino Eterno, Luz para as Nações
5. A Realização em Jesus:
    Cruz e Ressurreição
6. A Realização na Igreja:
    Capacitação e Estratégia
7. A Realização em Paulo:
    Vocação, Teologia, e Missão
8. A Perspectiva Universal da Bíblia
    Missão até o Fim

Conclusão
No Brasil desde 1978, o missiólogo norte-americano Timóteo Carriker é professor em diversas escolas de teologia e missões. É autor de, entre outros, Trabalho, Descanso e Dinheiro e A Visão Missionária na Bíblia.

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
#1

João Bosco Rolim Esmeraldo

Crato - CE

O autor presta-nos um excelente serviço ao escrever este livro que abre à Igreja e principalmente aos seus dirigentes uma visão real sobre Missão e Missões. Aprendemos como devemos servir ao Deus que é Missionário por excelência. Mostra ao leitor como o assunto central da Bíblia Sagrada é missões, de Gênesis a Apocalipse. Eu diria que esta é uma leitura imperdível, tanto para aqueles que são líderes como para todo o cristão autêntico que queira, de fato, servir a Deus, de acordo como Deus quer ser servido – Amar a Deus em primeiríssimo lugar e ao próximo como a si mesmo.

Postado em 10/03/2008 às 10:22:59
#2

Murilo Eddy De Morais Almeida

Fortaleza - CE

Tudo começa porque "Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para todo que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3:16). Em um princípio, Deus cria o homem a sua imagem e semelhança. O ser humano foi criado por Deus para governar a sua criação. Mas ao invés disso, os homens passaram ser governados pela sua própria ambição e desejos. Deus, pela sua misericórdia, elege um povo para levar seu caráter a todoas naçãoes da terra, fazendo fazendo um pacto com o patriarca Abraão. Nesta aliança, Deus promete abençoar toda a descendência de Abraão e fazer dele uma grande nação e com uma descendência incontável e o povo hebreu, por sua vez, levaria a adoração a Iahveh e a salvação do mundo somente por Ele. A eleição é privilégio, mas antes disso vem a grande responsabilidade de ser canal; depois receptores da bênção de Deus. Em vez de seguir o padrão de Deus, o povo começa a desobedecer a aliança e cai nas mãos dos egípcios. Deus levanta Moisés para libertá-los e estabele novamente a Aliança, desta vez, formalizada na Lei. Israel ao de sua história, segue uma trajetória de fracasso, o dever de levar o caráter de Deus e o o seu papel intercessório entre as nações, não é cumprido. A Aliança novamente é renovada com Davi, mas adquire um caráter diferente. Da grandeza numérica, o verdadeiro povo de Deus começa a se caracterizar pela noção diminutiva do remanescente até chegar a conclusão de que um judeu só é que irá cumprir a Lei e através dele, serão cumpridas as promessas de Deus. As promessas são realizadas em Jesus. Ele veio cumprir a promessa feita a Abraão, a Aliança formalizada na Lei de Moisés e a esperança em Davi. Jesus prometeu a vinda do Espírito Santo e quando isso acontece, vemos o nascimento da igreja cristã que ganha dimensão através da visão missionária de Paulo, levando o testemunho de Jesus para as nações gentias.

Postado em 11/06/2008 às 17:07:20