Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

A Morte da Razão

Francis Schaeffer

Páginas 104
ISBN 978-85-7055-071-2
Formato 14x21
Assunto Apologética, Liderança, Vida Cristã
Ano 2014
Editora Ultimato | ABU Editora
Código 47.02
Preço
sugerido
34,20   (INDISPONÍVEL NO MOMENTO)
Avise-me Quando Estiver Disponível
R$ 34,20
 
 Não faz muito tempo, a razão – nossa capacidade de pensar, avaliar – era a base para a busca da verdade. Não é mais. Hoje, o que vale é “o que você está sentindo no coração”. É assim na música, na TV, no cinema, enfim, no mundo das artes, e também na igreja.

Estamos no século 21 e as pessoas continuam correndo atrás de experiências. Abrem mão de pensar. Mesmo os cristãos apresentam um evangelho com pouco ou nenhum significado, cheio de símbolos e emoções, que, cada vez mais, resulta na “morte” da razão.

Como entender uma sociedade assim e comunicar-lhe o evangelho? Como o pensamento e a cultura moderna chegaram até aqui? A Morte da Razão responde a estas e outras perguntas, e, melhor, mostra tanto o propósito como a esperança que encontramos na reflexão bíblica.
Nota do editor
Prefácio

1. Natureza e graça
2. Uma unidade de natureza e graça
3. A ciência moderna nos primórdios
4. O salto
5. A arte como salto no andar superior
6. Loucura
7. Racionalidade e fé 
Autor de A Arte e a Bíblia, Francis A. Schaeffer (1912-1984) foi um dos pensadores cristãos mais influentes do século 20. Fundou a comunidade L’Abri na Suíça, ministério de alcance internacional, e escreveu diversos livros, entre eles O Deus que Intervém e A Morte da Razão, com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.
“Qual será a longo prazo a importância de Francis Schaeffer? Tenho certeza [...] de que não estarei errado ao saudar Francis Schaeffer – que enxergou bem mais do que a maioria de nós e agonizou sobre a sua percepção bem mais intensamente do que nós – como um dos verdadeiramente grandes cristãos do meu tempo.
- J. I. Packer

O segredo da relevância de A Morte da Razão está em buscar ler o que está nas entrelinhas, no não dito, sobre como as mentalidades mudam e as implicações dessas mudanças na vivência e na proclamação da fé cristã. Schaeffer era uma pessoa sensível, um coração evangelista e, A Morte da Razão, é um livro bem-vindo para nos inspirar a que sigamos fiéis e conectados com a nossa própria geração.
- Ricardo Wesley M. Borges

Se alguém vai passar uma longa temporada no exterior, é de se esperar que a pessoa aprenda a língua do país para onde vai. Mais do que isso, entretanto, é preciso que essa pessoa realmente consiga comunicar-se com aqueles entre os quais vai viver. [...] O mesmo ocorre com a Igreja Cristã. Sua responsabilidade não é apenas professar os princípios básicos da fé cristã, à luz das Escrituras; sua tarefa é comunicar essas verdades imutáveis à geração em que se situa.
- Do Prefácio

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
#1

Luis Rocildo Caracas Vieira E Souza

Tauá - CE

Terminei de ler essa excelente obra. Uma leitura rica para entender que fé e razão caminham juntas. Discorrendo, no campo da história e da filosofia - além da Teologia, Francis Schaeffer aborda como o pensamento cristão deve entender e não abrir mão da "Verdade verdadeira", a saber o Evangelho, em um mundo pós-moderno.

Postado em 21/05/2014 às 19:45:45