Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
A Espiritualidade na Prática -- Encontrando Deus nas coisas simples e comuns da vida

A Espiritualidade na Prática

Encontrando Deus nas coisas simples e comuns da vida

R. Paul Stevens

Páginas 264
ISBN 978-85-86539-96-1
Formato 14x21
Assunto Espiritualidade, Estudo Bíblico, Vida Cristã
Ano 2006
Editora Ultimato
Código 40.99
Preço
sugerido
51,40
R$ 51,40
Encontrando Deus em lugares inesperados

A maioria dos livros sobre espiritualidade enfatiza a oração e o estudo da Bíblia. Porém isso pode nos levar a pensar que só podemos ter experiências com Deus quando estamos fazendo algo espiritual. Exceto nos momentos de devocional diária e nas atividades dominicais da igreja, Deus parece distante e até mesmo irrelevante para a nossa vida diária. 

Paul Stevens tem uma visão radicalmente diferente da espiritualidade cristã. Para ele, a verdadeira espiritualidade é “mundana” — encontramos Deus nas coisas simples e comuns da vida. Partindo da história bíblica de Jacó, Stevens explora a narrativa de Gênesis e descobre como momentos corriqueiros do dia-a-dia tornam-se extraordinários, transformados pela presença de Deus no meio do que é ”mundano”, terreno. 

Sonhador, intrigante, trabalhador e empreendedor, Jacó personifica uma vida multifacetada de paixão terrena e espiritualidade desafiadora. Ele encontra o sagrado não apenas na visão da escada ou no misterioso confronto com o anjo do Senhor. Encontra-se com Deus também em casa e no trabalho, à mesa e quando está dormindo, quando está sozinho e quando se relaciona com outras pessoas. Do nascimento à morte, em cada fase da vida, Jacó vê Deus nos detalhes rotineiros de sua vida diária. 

“A vida diária é a disciplina espiritual na qual Deus contínua e graciosamente nos encontra”, escreve Stevens. Em A Espiritualidade na Prática, ele nos ajuda a perceber que aquilo que parece lugar-comum na verdade tem grande significado espiritual. Quando menos esperamos, Deus nos surpreende dando novo encanto à nossa vida diária e fazendo de cada momento uma oportunidade de experimentar a sua bênção.
Prefácio
 
Introdução: A Espiritualidade “Mundana” de Jacó 

1. No Nascimento — a História de Rebeca:
    Gênesis 25.19-28
2. Nas Refeições — a História de Esaú:
    Gênesis 25.27-35; 27.1-40
3. Na Família — a História de Isaque:
    Gênesis 26–27
4. No Sono — a História dos Anjos:
    Gênesis 28.10-22
5. Na Conquista — a História de Raquel:
    Gênesis 29.1-14
6. No Casamento — a História de Lia:
    Gênesis 29.14-30
7. No Trabalho — a História de Labão:
    Gênesis 29.14-20; 31.10-13
8. Na Conversão — a História do Homem-Deus:
    Gênesis 32.26-28
9. No Sexo — a História de Diná: Gênesis 34
10. No Lar — a História de Betel: Gênesis 35
11. No Chamado — a História de José:
      Gênesis 37–50
12. Nas Roupas — a História de Tamar: Gênesis 38
13. No Fim — a História de Judá: Gênesis 42–50
14. Na Morte — a História de Efraim:
      Gênesis 48.1-22; 49.29-33
 
Epílogo

Apêndice A: A Árvore Genealógica
Apêndice B: A História Resumida — Gênesis 25–50 

Notas
Autor de A hora e a vez dos leigos, A Espiritualidade na Prática e Deus e o Mundo dos Negócios, entre outros. Paul Stevens é professor emérito de teologia aplicada no Regent College, em Vancouver, Canadá. É um dos líderes de Marineview Chapel, no Canadá, onde tem colocado em prática muitas ideias desenvolvidas nesta obra.

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
#1

Noili Drehmer

SÃo Miguel Do Oeste - SC

Apenas li a sinopse do livro A Espiritualidade na Prática e já me identifiquei com ele. Posso contar que vivo a presença de Deus a cada dia nas flores do meu jardim, nas pitangas, jaboticabas e nos pássaros que me acordam de manhã; no trabalho silencioso do meu escritório, quando minhas brilham, no sol que me aperta os olhos, na chuva que me molha e na escuridão que me permite ver as estrelas e o brilho da lua; no pôr-do-sol, no paladar, no cheiro, em tudo que é "mundano". Vivo 24 horas na Sua presença.

Postado em 29/11/2006 às 15:00:35
#2

Leonir Oliveira Moraes

Feira De Santana - BA

Interessante como é bom declararmos que vivemos na presença de Deus 24 horas por dia pois sentimos a brisa da manhã, o pôr do sol, as árvores, os seus frutos, os pássaros a cantar. Mas será que a nossa espiritualidade prática está na contemplação da natureza? Será que conseguimos sentir o choro ou a alegria do nosso semelhante? Será que realmente nos preocupamos com a injustiça social ou enquanto não somos afligidos por ela estamos no nosso patamar de conforto? Será que denunciamos as mazelas existentes em nossas igrejas onde em nome de Deus muitas coisas absurdas estão sendo acobertadas...

Postado em 20/02/2007 às 15:21:21
#3

Romildo Ricardo Ramlow

Panambi - RS

Viver a máxima deste livro de Paul Stevens de que a "espiritualidade é mundana" tráz uma revolução na vida de todo cristão. Diante de uma "cultura cristianizada" aqui no Brasil, este livro tráz de forma radical a proposta de que a nossa fé vai além de nossas atividades religiosas. A ação graciosa, redentora e transformadora de Deus acontece nas atividades diárias de todo aquele que crê. Como infelizmente muitos vivem a sua fé com dia e lugar especial, a leitura deste livro de Stevens nos motiva a sair deste confinamento equivocado de uma espiritualidade restrita. Parabéns Stevens e Ultimato!

Postado em 30/09/2007 às 15:15:22
#4

Igreja Presbiteriana De Pirituba

São Paulo - SP

Li o livro Os Outros Seis Dias, Vocação, Trabalho e Ministério na Perspectiva Bíblica e fiquei impactado como ele mostra que chamado é acima de tudo para alguém antes que seja para fazer algo. É um chamado para a salvação, para a santidade e para o serviço, feito ao povo de Deus corporativa e individualmente. Este livro reflete de maneira séria o nosso papel como vice-gerentes da criação. Temos um papel na dotação que Deus nos deu e no chamado que ele fez a cada um de nós. Como membros do Reino de Deus, o convite é para aprendemos a olhar para o cotidiano de acordo com a dimensão espiritual.

Postado em 28/06/2008 às 12:55:05
#5

Igreja Presbiteriana De Pirituba

São Paulo - SP

Este livro é simplesmente extraordinário porque Stevens nos convida a refletir no livro de Gênesis de uma maneira séria. Ele fala se assuntos como monumento e memorial. O monumento lembra pessoas e o memorial Deus. O memorial nos remete para a fé em Cristo e nas suas palavras. Esta visão mexeu comigo. E uma frase forte no livro é: "A nossa vocação é muito mais do que trabalhar, é a escolha de Deus de que o escolhido pertença a Deus, viva da maneira que Deus quer e faça a obra dele no mundo" (Stevens, 2007, p. 175).

Postado em 28/06/2008 às 13:25:35
#6

Romulo De Amorim Correa

Brasilia - DF

Olá, gostaria de compartilhar com todos que eu e mais dois outros professores de escola dominical adotamos o livro para uma classe durante um semestre. Foi uma experiência maravilhosa. O livro foi usado como base para todas as aulas. Cada aula correspondeu, em média, a cada capítulo do livro. A experiência de ler o livro, preparar uma aula, apresentar e depois compartilhar com outros irmãos foi muito enriquecedora. Fica aqui meu incentivo e minha sugestão. Se ler o livro sozinho já é bom, fazer isso num pequeno grupo é ainda melhor. Abraço.

Postado em 19/07/2008 às 01:26:53
#7

Esdras Alexandre

Campinas - SP

Li esse livro e segui sua ordem para a escrita de aulas dominicais durante o segundo semestre de 2010 na classe de jovens. Seu conteúdo é muito pertinente e, salvo alguns problemas de adaptação cultural - pois o livro foi escrito por um norte-americano com suas percepções da realidade -, desperta a atenção da juventude, posto que, como sugere o subtítulo, estão sedentos por encontrar Deus nas "coisas simples e comuns da vida". Parabéns à editora Ultimato por presentear a comunidade protestante lusófona com mais um livro, cujo teor é tão especial para o crescimento espiritual tanto pessoal quanto comunitário.

Postado em 03/12/2010 às 14:19:57
#8

Jane Elisa Otomar Buecke

Tailandia - PA

A leitura deste livro me fez enxergar a historia de Jacó de uma maneira que eu nunca tinha visto antes. O autor nos aproxima tanto do ser humano Jacó desnudando-o nas diversas facetas da vida humana que é impossível não nos identificarmos com ele em algum momento ou ao menos entender o seu ângulo. Pensar que Jacó era gente como a gente e ainda assim foi escolhido para ser o pai da nação de Israel nos ajuda a nos entregar cada vez mais ao Deus de Jacó sabendo que ele nos aceita e nos usa como somos!

Postado em 04/01/2011 às 17:20:43
#9

Alessandro Da Rosa Borges

Itamonte - MG

so li um trecho e achei lindo,verdadeiramente o livro parece fazer juz ao titulo.

Postado em 05/06/2012 às 18:34:29