Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Ultimato lança podcast Novos Acordes, com Carlinhos Veiga

Ficou mais fácil acompanhar o melhor da música brasileira feita por cristãos. Ultimato lança hoje o podcast Novos Acordes, com produção e apresentação do conhecido músico e compositor Carlinhos Veiga, também colunista da revista Ultimato e responsável pela seção Novos acordes, desde a sua criação em 2004.

Apaixonado e influenciado pela cultura e musicalidade e brasileira, aprendida também em casa, Carlinhos é pastor da Igreja Presbiteriana do Lago Sul, em Brasília, e presidente da Fraternidade Teológica Latino-Americana. Nosso colunista tem agora um novo desafio: apresentar um “programa de rádio” na web. E começou bem.

Agilidade, leveza e, claro, boa música em rápidos vinte minutos fazem o Novos Acordes um podcast que você não pode perder. Ultimato tem a honra de apresentar o nosso violeiro e dublê de apresentador. Com vocês, Carlinhos Veiga.
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 173 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.