Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Os embalos de sábado à noite

Mesmo morando fora da cidade, outro dia -- ou melhor, outra noite -- dormir foi missão impossível. Uma festa rave e os seus efeitos colaterais perturbaram os arredores do prosaico bairro onde moro. Polícia, som de ensurdecer e algum bate-boca povoaram o sono dos desavisados. Nada muito diferente do que aconteceu no final de outubro em Itaboraí, região metropolitana do Rio. Lá, um cenário semelhante com conseqüências menos previsíveis: além de drogas e bebidas de praxe, a polícia contou um morto e dezoito internados.

Os embalos de um sábado à noite não é o que se pode chamar de novidade. Os mais velhos sabem de cor e no original em inglês: “Saturday Night Fever”. A voz estridente e sedutora dos Bee Gees embalavam mais do que os requebros de John Travolta, ainda novo, no final dos anos 70. Os mais novos, como se fossem cinderelas, repetem mesmo sem saber os sussurros de Lulu Santos: “Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite”.

A noite não é invenção do homem. Aliás, o seu nome original é “trevas”, batizada pelo próprio Deus de “noite”, que, originalmente, não se mistura com a luz. Talvez, por isso, o que se faz à noite não se faz com a mesma facilidade à luz do dia. Paulo, o apóstolo, não deixa por menos: “Vocês todos [crentes de Tessalônica] são filhos da luz, filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas” (1Ts 5.5).

Para ler mais, acesse o artigo de abertura da edição de novembro-dezembro de Ultimato, “Não somos filhos da noite”.


Leia o que Ultimato publicou sobre o assunto
O mistério da iniqüidade em alta, ed. 309
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 173 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.