Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Há salvação para a culpa?

Remédio cura a culpa? Às vezes, um comprimido resolve a insônia do culpado, mas não necessariamente ataca a fonte que causa o sentimento. Este é o tema do lançamento de julho da Editora Ultimato (em coedição com a ABU Editora): o clássico Culpa e Graça, do médico e psiquiatra suíço Paul Tournier (1898-1986), que ficou conhecido mundialmente por sua ênfase na “Medicina da Pessoa”, uma proposta de prática mais humanizada da Medicina.

“Bem mais numerosos e muito mais complexos são os casos em que a culpa tem um papel patogênico e para os quais a solução dela contribui para a cura”, disse ele.

“Cotidianamente, somos continuamente envolvidos nessa atmosfera doentia de críticas mútuas a ponto de nem sempre nos apercebermos disso. Ficamos aprisionados num implacável círculo vicioso: toda censura suscita um sentimento de culpa, tanto no crítico quanto no criticado, e cada um se livra como pode do sentimento de culpa, criticando o outro e se autojustificando” (p. 17).

Para Tournier, a religião está estreitamente ligada à experiência da culpa. “Na verdade, não se pode abordar o problema da culpa sem considerar as questões religiosas que ela suscita”. Mas o Cristianismo também tem muito a dizer sobre isso; ele oferece a Graça. O próprio Cristo recebeu, com uma palavra de perdão, aqueles a quem o mundo despreza, e que estão conscientes de sua culpa; por outro lado, ele também falou com severidade àqueles satisfeitos consigo mesmos e que reprimem qualquer sentimento de culpa. Deus está aberto para nos receber e transformar a maneira como nós mesmos nos julgamos.

“A vida torna-se uma aventura cheia de alegria que é continuamente renovada. Tudo fala de Deus e Deus nos fala por meio de cada circunstância”.

Esta é uma edição ampliada de Culpa e Graça, com novos capítulos não foram publicados na primeira edição em português da ABU Editora, em 1985.

O livro em frases:

Todos somos sensíveis à crítica, mesmo que não deixemos ninguém perceber.
**
Os fortes se libertam do seu próprio sentimento de culpa suscitando-o nos fracos, tão prontos a se compararem desvantajosamente com eles.
**
Ficamos aprisionados num implacável círculo vicioso: toda censura suscita um sentimento de culpa, tanto no crítico quanto no criticado, e cada um se livra como pode do sentimento de culpa, criticando o outro e se autojustificando.
**
É o medo do julgamento dos outros que nos esteriliza, que nos impede de produzir todos os frutos que somos chamados a produzir.
**
O tempo pertence a Deus e nós somos seus mordomos; somos responsáveis diante dele por cada minuto que ele nos dá.
**
Viver é escolher. Mas será que nós escolhemos sempre de maneira livre e consciente?
**
Precisamos procurar, acima de todas as coisas, o reino e a justiça de Deus (Mt 6.33), não um código moral, mas sim um relacionamento vivo e pessoal com Deus.
**
O encontro pessoal com Deus traz uma severidade muito maior sobre nós e, ao mesmo tempo, uma libertação dos escrúpulos mórbidos.
**
Tudo fala de Deus e Deus nos fala por meio de cada circunstância.
**
No contato íntimo com Deus, a maneira pela qual nós nos julgamos é fundamentalmente transformada.


Leia também
Como se livrar da culpa e da mancha
Depressão, ansiedade, tentação e culpa: Deus está de braços abertos para o aflito
Por que (sempre) faço o que não quero?

Foto: freeimages.com/photo/910278

Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1008 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.