Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Guarde a sua fé

Por Ronaldo Lidório

A vida transcorre na busca por significado, por razão de existir. Procura-se esse significado na família, carreira, hobbies, entretenimento e também na religião.

Em seus últimos dias, envelhecido e encarcerado, o apóstolo Paulo escreve sobre o significado da vida em três magníficos versos que resumem sua história, fé e esperança (2 Timóteo 4:6-8).

Quanto à história, sua primeira declaração é que a vida é finita: “o tempo da minha partida é chegado” (v.6). Ele usa a expressão grega Kairos para “tempo”, o momento certo, oportuno. Paulo não está indignado com o momento da sua morte, pois entende que ela acontecerá no tempo de Deus, visto que todos os nossos dias estão contados e determinados por Ele (Jó 14:5).

Assim, ele dá seu testemunho e nos ensina que ao longo da vida é necessário combater o bom combate, completar a carreira e guardar a fé (v.7).

O verbo “combater" é tradução da expressão grega Agonizomai que significa “esforço” e se baseia no entendimento de que viver de forma fiel a Cristo não é algo fácil. O mesmo verbo é usado quando Jesus ensina: “Esforçai-vos por entrar pela porta estreita” (Lc 13:24).

O verbo usado para “completar” a carreira vem do grego Teleo e indica um propósito atingido. Foi também usado no registro da última frase de Jesus Cristo: “está consumado” (Jo 19:30).

>> Pare de Conjugar o verbo Sofrer <<

Devemos, portanto, nos empenhar para viver no reino dos homens com os valores do Reino de Deus e, ao mesmo tempo, intensamente buscar o propósito do Alto em nossas vidas. Mas tenha sempre em mente que nosso maior desafio não é andar na contramão do mundo, mas na contramão do próprio coração.

Quanto à fé, Paulo ensina que devemos guardá-la como o tesouro mais precioso. A expressão usada por ele para “guardar” (Tereo) é a mesma encontrada na resposta de Jesus quando o jovem rico pergunta o que fazer para alcançar a vida eterna: “guarda os mandamentos” (Mt 19:17).

Não negocie a sua fé, não permita que ela seja corrompida pelo pecado ou enfraquecida pela dúvida. Alimente-a na Palavra, na constante oração e na comunhão com os que amam e seguem a Jesus.

>> A Espiritualidade na Prática <<

Há também uma forte e curiosa ligação entre fé e descanso em toda a Escritura. Somos convidados a crer e descansar. Quando os discípulos estavam angustiados em meio a uma tempestade, Jesus não lhes questionou o entendimento ou a experiência de vida, mas a fé (Mt 8:26). Quanto mais cremos, mais descansamos. Quanto mais cremos, mais nosso coração se aquieta, mesmo na tempestade. A fé nos faz entender com a mente e sentir com o coração que o Eterno Criador está conosco todos os dias.

Quanto à esperança, o Senhor Jesus nos aguarda (v.8). A morte não é o nosso fim. É, na verdade, um fascinante recomeço. Não gostamos da morte, pois não fomos feitos para morrer. Este sentimento é normal. Entretanto, a fé nos enche de esperança de algo fantástico que confere significado à vida, à morte e à história: Cristo nos aguarda!

>> O Deus que eu não Entendo <<

Dietrich Bonhoeffer, pastor e teólogo de nacionalidade alemã, se opôs ao Nazismo de Hitler. Teve a oportunidade de viver nos Estados Unidos como refugiado de Guerra, mas preferiu voltar à Alemanha para encorajar os cristãos, após um período de exílio em Londres.

Foi preso em 1943 e escreveu cartas e sermões na prisão. Poucos dias antes do fim da Guerra, em 1945, recebeu o veredito de sua morte. Indo para o cadafalso onde seria enforcado, disse a um colega prisioneiro: “Este é o fim – mas para mim, apenas o começo”.

O significado da nossa vida é Jesus Cristo. Devemos buscar viver o seu propósito a cada dia, guardar a nossa fé como um tesouro precioso e manter viva a esperança: Ele está conosco todos os dias e, ao fim, pessoalmente nos aguarda. Jamais estaremos sozinhos!
Ronaldo Lidório é doutor em antropologia e missionário da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais e da Missão AMEM. É organizador de Indígenas do Brasil -- avaliando a missão da igreja e A Questão Indígena -- Uma Luta Desigual.
  • Textos publicados: 26 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.