Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Ficar ou ir? 6 lições para quem gosta de viajar

Por Karen Bomilcar

Toda semana algum bem intencionado me pergunta sobre ficar aqui ou ir embora, por que eu fui e por que eu voltei ou se pretendo ir embora de novo algum dia. Mas o que está por trás desta pergunta é mais amplo e achei que já estava valendo uma singela resposta.

1.
Acredito que a vida é feita de ciclos e que eles não acontecem pra todo mundo e nem ao mesmo tempo. Acredito que você precisa discernir, à luz de quem você é, sua história, seu momento de vida, suas habilidades, possibilidades, relacionamentos, sonhos, desejos e principalmente do que Deus tem proposto a você, onde você deve estar a cada momento. Pessoalmente, não encaro o ir embora ou o ficar aqui como questões definitivas, o mundo se tornou pequeno. Já morei fora por duas vezes, voltei depois de muita oração, conversa com gente querida e discernimento das contingências e do meu próprio coração. E se um dia Deus achar por bem, viajo de novo, sou muito aberta a isto. Busque discernir seu momento, suas relações, missão e projeto de vida, etc. Não viaje na base da comparação, ela continua sendo a raiz de muitos males da alma. Não é porque todo mundo faz que vai ser bom pra você. Como nossas sábias mães dizem “você não é todo mundo” (rs).

2.
Sou a maior incentivadora de que você viaje e passe um tempo fora, se assim desejar. Ajudo mesmo. A pesquisar, a fazer contatos, etc. Passar um fora é uma experiência inigualável e faz diferença na sua visão de mundo. Ajuda a você se desenvolver em inúmeras áreas, se preparar para relacionamentos com seres humanos de todo tipo (especialmente com você mesmo!) e a lidar com situações adversas – minimizando preconceitos, promovendo a humildade e ampliando a empatia. Você nunca mais será o mesmo. Nunca mais será inteiro, vai viver com saudade. E vai aprender a conviver com ela.

3.
Existe uma diferença entre morar fora num projeto de tempo e objetivo determinado e a intenção de imigrar. Nem todo mundo dá conta de imigrar. E isso não é um problema. Importante é saber reconhecer seus limites e possibilidades e viver bem do jeito que você dá conta. Tem muitos fatores nessa equação. Não tenha medo de mudar de ideia. E administre as decorrências de suas escolhas.

4.
Não vá morar em outro país e passar os dias criticando os acontecimentos do seu país de origem sem estar presente, se gabando por ter ido embora. Nem todo mundo vai ter a oportunidade de ir embora e você não é melhor do que ninguém por ter ido. Então ao invés de criticar, ore pelo lugar e pelas pessoas que você deixou pra trás e contribua para o lugar onde você está agora. Deus continua trabalhando e tem muita gente íntegra buscando contribuir em qualquer que seja o país ou cidade. Seres humanos iguais a você.

5.
Viaje, mas faça com a motivação e o coração no lugar. Viaje. Não fuja. Se o sentimento for de fuga, peça ajuda ainda em terra firme. Quando você viaja, alguns problemas ao seu redor desaparecem, mas aqueles íntimos e pessoais do profundo da sua alma viajam com você. E administrá-los como um estrangeiro pode ser muito mais dolorido. Você já terá novidades suficientes para lidar quando viajar, muitas que dizem respeito à sua identidade (bem mais do que se adaptar aos costumes e comidas típicas do lugar).

6.
Ofereço a vocês as palavras registradas na Bíblia em Jeremias 29:7 que guardo no meu coração desde o primeiro dia que entrei no avião rumo à minha segunda terra: “Procure a paz da cidade para onde te mandei – trabalhe para o bem dela, busque a prosperidade – orem a Deus em favor da cidade, porque se ela tiver paz, você terá paz”. Converse com Deus sobre como você pode florescer no lugar onde Deus te plantou. Seja no primeiro ou terceiro mundo, com PT ou PSDB, Rainha ou Primeiro Ministro, etc. Quem segue dirigindo nossa vida é Deus. Ele continua trabalhando, se revelando e amando gente de toda raça, tribo, língua e nação. E não perca a perspectiva: a sua história pessoal tá dentro de uma história muito maior, à luz da qual a sua história deve ser lida. Então a questão não é necessariamente apenas aqui ou lá. É na companhia de Quem você está. Debaixo da direção e cuidado de Deus para te fazer crescer em fé, esperança e amor.

• Karen Bomilcar trabalha como Psicóloga Clínica Hospitalar. É mestre em Teologia e Estudos Interdisciplinares - Regent College/UBC (Canadá). Atualmente reside em São Paulo (SP), integra a equipe de liderança do Fórum Cristão de Profissionais (IBAB-SP) e também dedica seu tempo à música, literatura, cuidado pastoral e cultivo de amizades, especialmente ao redor da mesa.

Leia mais
Lições de um viajante do espaço
A mulher que chora muito, viaja muito e faz muito
Para quê tanta pressa?

Imagem: Pixabay.com.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.