Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Deu na Folha de S. Paulo: “A religião não vai desaparecer”

O jornal Folha de S. Paulo publicou nesta quarta-feira, dia 13, o artigo Ideia de que ciência e religião sejam inimigas não resiste a análise histórica, do conhecido e premiado pesquisador australiano, Peter Harrison.

O autor de Os Territórios da Ciência e da Religião, sabe que boa parte da academia e quejandos saliva à espera do dia em que a ciência substituirá a religião. E vai ao ponto. Para Harrison, a noção de progresso da história, ligada a Auguste Comte, e a visão de que a história pode ser entendida em termos de um "conflito entre duas épocas na evolução do pensamento humano – a teológica e a científica" –, são responsáveis por promover a ideia de que a ciência tomaria o lugar da religião.

Harrison relata exemplos históricos de países tão distintos quanto Índia, Estados Unidos e Turquia, apontando, para a surpresa de muitos, o descompasso entre a ciência e a secularização. Para o autor, a ideia de que "a ciência causa secularização" não tem respaldo histórico e "a religião não vai desaparecer".

Aliás, uma boa notícia para cristãos, digamos, desconfiados das pesquisas e da leitura das Escrituras aliada a um compromisso com a ciência em busca de avanços na relação entre ciência e fé cristã; e, não muito boa para os que imaginam que a religião é um estorvo ao desenvolvimento da ciência.

O artigo também menciona cientistas contemporâneos que alimentam um pretenso modelo de conflito entre ciência e religião, e lembra casos clássicos, quase uma caricatura, do suposto embate: Galileu e Darwin. Para Peter Harrison, equívocos do passado e desconhecimento histórico dos interessados de hoje.

Enfim, por que ainda são insistentes na mídia e na academia bravatas do tipo “a ciência acabará tornando a religião desnecessária”? Conhecido pelos escritos sobre a religião e as origens da ciência moderna, Peter Harrison não tem dúvidas: “As respostas são políticas. O pensamento fantasioso, pautado pelo que se deseja – esperar que a ciência seja vitoriosa sobre a religião – não substitui uma avaliação sóbria e refletida das realidades atuais”. Vale a pena ler o artigo.

Nota: Mais lido da seção Ilustríssima, o artigo foi originalmente publicado pela revista AEON, que abriga pensadores e especialistas em ciência, filosofia e artes.

Leia Mais
• Os Territórios da Ciência e da Religião, Peter Harrison (2016), Editora Ultimato.
Série Ciência e Fé Cristã
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 998 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.