Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

C. S. Lewis está de volta

Ele está de volta. Ultimato lança novamente Um Ano com C. S. Lewis. O livro é uma preciosa coletânea de leituras diárias das principais obras do famoso escritor irlandês, como: “Cristianismo Puro e Simples”, “Cartas de Um Diabo a seu Aprendiz”, “O Grande Abismo”, “O Problema do Sofrimento” e “Milagres”, entre outros. Textos curtos e precisos.
 
A primeira edição foi publicada em dezembro de 2005. Em 2009, lançamos uma edição de bolso. E após um ano fora do catálogo, o livro volta e certamente será uma excelente companhia ao longo de 2013.
 
Na semana passada, C. S. Lewis (1898-1963) foi lembrado por conta dos 49 anos da sua morte, ocorrida em 22 de novembro de 1963. No ano que vem – quando se completa 50 anos sem Lewis - há uma série de eventos programados para honrar a sua memória, entre eles, a inauguração de uma placa do escritor no Canto dos Poetas da Abadia de Westminster, em Londres. A Fundação C. S. Lewis irá realizar eventos nos Estados Unidos e na Inglaterra.
 
Armand M. Nicholi Jr relata no Deus em Questão o dia do funeral de Lewis:
 
“Vinte e quatro anos depois da morte de Freud, na manhã de 26 de novembro de 1963, em Oxford, na Inglaterra, ao noroeste de Londres, um grupo de amigos e a família reuniram-se numa igreja do bairro de Headington Quarry, a Holy Trinity Church, para velar o corpo de C. S. Lewis. A cerimônia foi introduzida com uma recitação: 'Eu sou a ressurreição e a vida, disse o Senhor'. Depois da cerimônia, o grupo caminhou pelo dia frio e claro, observando em silêncio o caixão sendo carregado da igreja para o cemitério.”
 
Nicholi lembra ainda o que o periódico norte-americano New York Times disse sobre Lewis:
 
“No New York Times de 25 de novembro de 1963, lia-se, em meio a diversos artigos sobre o assassinato de John F. Kennedy, a seguinte manchete: ‘C.S. Lewis morto: autor e crítico literário, aos 64’. Debaixo de uma foto e um artigo de várias colunas, o jornal fazia uma retrospectiva da sua vida prolífica, mencionando a sua reputação como estudioso brilhante, revendo algumas de suas obras acadêmicas e populares, que já haviam vendido milhões de exemplares, e notando que o seu sucesso como escritor deu-se após a sua mudança de visão de mundo, de ateu para crente.”
 
Com o relançamento de Um Ano com C. S. Lewis, a Ultimato quer celebrar a vida e o legado daquele que é um dos maiores pensadores cristãos do último século.
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1008 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.