Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Brasileiros confiam na Igreja em primeiro lugar

(ALC Notícias) A Igreja, seguida das Forças Armadas e da Imprensa, é a instituição em que o brasileiro mais confia, segundo pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT)/Sensus, divulgada na terça-feira, 10. A Igreja obteve 37,2% das respostas, as Forças Armadas 16,5% e a Imprensa 11,2%.

A confiança na Igreja cresceu, inclusive, nos últimos seis meses. Pesquisa anterior, de julho de 2006, também tinha a instituição no topo da lista, mas com 34,8%. Brasileiros confiam mais na imprensa do que na Justiça, que aparece com 9,5% das indicações, no Governo Federal (5,0%) e no Congresso Nacional, que conta com minguado 1,1%.

A pesquisa CNT/Sensus, na sua 88a edição, ouviu 2 mil pessoas em 136 municípios, de 24 Estados nas cinco regiões do país, entre os dias 2 a 6 de abril. Para brasileiros e brasileiras, o principal problema do Brasil que deveria ser resolvido pelo presidente da República é a geração de emprego e renda, com 26,3% das opiniões, seguida da saúde pública, com 25,7%, a segurança pública, com 18,2%, e a educação pública (16,7%).

Para 90,9% dos entrevistados, a violência no Brasil aumentou nos últimos anos, problema que tem sua principal causa na pobreza (24,1%), na Justiça falha (19,1%), no tráfico de drogas (19%) e nas leis brandas (15%). O principal ator para coibir a violência urbana é o Governo Federal, de acordo com a opinião de 19,9% dos entrevistados.

O governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva teve avaliação positiva de 49,5% e negativa de 14,6% dos entrevistados, variando de ótimo (11,7%) e bom (37,8%), a regular (34,3%), ruim (7%) e péssimo (7,6%). A expectativa para 54,8% dos brasileiros é que o governo Lula vai ser melhor nos próximos quatro anos, enquanto 19,6% acham que será pior.

Os programas sociais do governo Lula são positivos para o país segundo a opinião de 56,7% dos entrevistados, porque eles ajudam a população carente, enquanto 23,2% os classificaram de negativos, pois não resolvem os problemas sociais.

Quase a metade (49%) dos brasileiros e brasileiras ouvidos na pesquisa é a favor da pena de morte e 46% se declararam contrários à adoção dessa medida no Brasil. O quadro se inverteu em comparação com a pesquisa de meio ano atrás, quando 49,7% eram contra e 46,7% a favor da pena de morte.

Os Estados Unidos (com 25,5%) são, segundo os brasileiros, os principais responsáveis pelo aquecimento global, vindo depois, nesta ordem, o Brasil (5,8%), a China (3,2%) e o Japão (1,4%). O tema vem sendo acompanhado com grande interesse por 47,6% da população, enquanto 3,4% demonstraram nenhum interesse pelo assunto.

A pesquisa também levantou que 91,4% do universo pesquisado entendem que existe racismo no Brasil, e que 14,4% dos entrevistados já se sentiu discriminado por causa da sua condição social, índice que cai para 6,6% por causa da cor, 4,2% pela confissão religiosa e 8,8% devido à idade.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.