Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

A baderna de Deus e a baderna dos homens

Christ Driving Merchants From Temple (Jacob Jordaens, 1650)No princípio foi disso que a chamaram: “baderna!” Foi assim que a “imprensa vendida” descreveu o movimento. Mas enquanto ela subestimava o povo um sopro de expectativas varreu as redes sociais, insuflando chamas de esperança em alguns, causando arrepios de indignação e desprezo entre outros. Conservadores só viam a baderna e as bandeiras do PSOL, do PSTU e do PCO; a juventude à esquerda viu um futuro, um sentido, um sinal de que estamos vivos e que coisas novas podem acontecer.

“Mas veja bem” – foi a reação imediata de alguns – somos Cristãos. Ordeiros. E “Deus não é deus de confusão” – não é assim que o apóstolo Paulo escreveu em uma de suas cartas? Todos nós sabemos disso. Todos nós, evangelicais ou reformados; só a esquerda e os “pentecostais” é que não sabem. Crente não se mete em confusão!

Mentira. Quanto crente estava lá, nas redes sociais, nos blogs, no twitter, chamando todo mundo para descer pra rua? Desceu foi muita gente: abeuenses, Rede Fale, missões urbanas, a turma underground, membros da minha igreja, o líder do departamento de educação cristã, até a minha mulher queria descer, e não foi porque não podia mesmo. E tinha pastor também: batista, presbiteriano, pentecostal, e quem não foi ficou é orando pela manifestação, tentando entender o que se passava. O filho do pastor Antônio Carlos, do Rio de Paz, acabou preso injustamente. Torceram o nariz uns poucos, e mesmo assim porque acharam que era coisa da esquerda (e não era coisa nenhuma; as esquerdas estão como baratas tontas). E se um pastor quer apoiar, vai ter que se explicar, não é? E a explicação é evidente...

______
Leia o texto completo no blog do Guilherme de Carvalho.


Leia mais
Imprensa brasileira: a História de repete?
Indignação: dever cívico e cristão
Nosso paradoxo e a democracia


É teólogo, mestre em Ciências da Religião e diretor de L’Abri Fellowship Brasil. Pastor da Igreja Esperança em Belo Horizonte e presidente da Associação Kuyper para Estudos Transdisciplinares, é também organizador e autor de Cosmovisão Cristã e Transformação e membro fundador da Associação Brasileira Cristãos na Ciência (ABC2).
  • Textos publicados: 31 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.