Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

12 lições para aproveitar bem o tempo

Por Américo Marques Ferreira

Tic tac tic tac. Imagine um relógio de parede com suas monótonas e persistentes badaladas. Ou então, os grãozinhos de areia caindo do compartimento superior de uma ampulheta. Como também, o fluxo de um rio deslizando em seu leito, sem jamais voltar atrás. E ainda, o por do sol projetando seus derradeiros raios por trás das montanhas, demarcando o ocaso de mais um dia. São todas metáforas representando “a marcha inexorável do tempo”.

Eis algumas lições que podemos extrair dessas imagens:

Oportunidade
A capacidade de aproveitar uma chance enquanto é tempo.

Prioridade
Significa eleger o que vem em primeiro lugar, estabelecendo uma ordem que define a preferência sobre o que vem depois.

Posterioridade
Não faças hoje o que só pode ser feito depois.

Preocupação
Na vida enfeitei inúmeros problemas, a maioria dos quais jamais chegou a acontecer.

Procrastinação
Ato de adiar. Prolongar uma situação para ser resolvida mais tarde.

Ansiedade
Excesso de futuro em nossas mentes.

Depressão
Excesso de passado roubando a energia necessária para enfrentar o dia de hoje.

Saudosismo
Olhar apenas pelo retrovisor na estrada da vida.

Ausência
Uma falta que fica ali presente.

Realização de um sonho
Se eu quiser que um sonho se realize não devo dormir demais.

Visão de futuro
A melhor maneira de prever o futuro é inventá-lo. (Alan Kaye)

Quando se trata de futuro, há três espécies de pessoas
Aquelas que fazem acontecer,
Aquelas que deixam acontecer,
E aquelas que se espantam com o que aconteceu.
(John Richardson)

• Américo Marques Ferreira é sociólogo e assistente social.

Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.