Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Sempre desconfiei da incompetência de Deus

" – Se Deus sabia que sou mulher por dentro, por que ele me deu um órgão masculino?"
" - Não gosto de homens me tocando, são sempre brutos e não têm sensibilidade. Uma mulher sabe exatamente o que quero. Me satisfaço com mulheres. Sou mulher por dentro e por fora, mas prefiro uma outra mulher para me relacionar."
Li, alguns dias atrás, um artigo sobre a bíblia GSG (que segundo os seus criadores é Graça sobre Graça) e fiquei pensando: Deus realmente errou em alguns aspectos? Se nada escapa à Sua onisciência, como explicar então, alguém que nasceu com todas as características do gênero masculino se declarar como feminino? Segundo essa pessoa, ela não sente atração por mulheres, sente o direcionamento psicológico e emocional como se feminino fosse. Sinceramente, dizer que "Deus me deu um órgão genital errado" é dizer que Ele errou.
Quando Ele criou as leis da genética, estipulou que haveria macho e fêmea – ou masculino e feminino – sem um terceiro gênero. Vou usar uma expressão que ouvi de um dos meus alunos do ensino médio: "não existe um XY purpurinado".
Quero deixar bem claro a minha posição sobre o homossexualismo: se não se tem a preocupação em servir a Deus, não há com o que se preocupar. Cada um deve viver a sua vida como acha que deve fazê-lo, como diz a música de Gonzaguinha "Somos nós que fazemos a vida como der ou puder ou quiser".
Porém, se se tem a preocupação em servi-lo, deve-se considerar que a prática homossexual é um pecado como outro qualquer, veja I Cor. 6:10: Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus (grifo nosso). Em Gálatas 5: 19 a 21, lemos: Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Percebam que o homossexualismo é apresentado num rol junto com tantos outros pecados e a conclusão é a mesma não herdarão o reino de Deus. Notem que no trecho do livro aos Gálatas não há uma referência direta ao homossexualismo, mas há a outros pecados, inclusive na área sexual, que receberão a mesma consequência.
Retornando ao nosso foco, a prática homossexual, insisto em dizer que os que querem "dar um jeitinho" para não a considerar pecado estão dizendo que Deus é incompetente e errou ao criá-los. Será que deveríamos "achar um jeitinho" também para os idólatras, homicidas, os feiticeiros, os avarentos, os adúlteros... (segue a lista)? Não podemos deixar-nos enganar, não existe jeitinho! Pecado é pecado e receberá como pagamento a morte (Rom 6:23), isso é Cláusula Pétrea, isto é, não pode ser mudada, tanto faz se é homossexual, adúltero, avarento...
Deus é o dono do projeto. Foi Ele quem determinou o que deveria acontecer, como deveria ser e como vai terminar, não compete a ninguém mudar essas regras. O próprio Deus disse que não haverá mudanças, não se pode acrescentar ou retirar nada do que está escrito.
Sei que existe o argumento de que Deus é amor - e é irrefutável, a bíblia assim o declara – e o que une as pessoas de um mesmo sexo é o amor, logo Deus não pode condenar duas pessoas por se amarem. É CLARO QUE NÃO!!!!!! . Porém, amar e fazer sexo são coisas distintas. Um irmão amar a sua irmã é o esperado e nem por isso faz ou tem que fazer sexo com ela. Muito ao contrário, é algo condenado por Deus (o Autor do projeto, lembra?) (Deut. 27:22). Pois é, não é uma linda expressão de amor? Mas nem por isso eles tem a obrigação e muito menos a permissão de fazerem sexo. O problema não está em se amarem, mas na relação sexual. Há uma profundidade nesse assunto, no tocante à bíblia, mas as pessoas insistem em tratá-lo de modo superficial. O amor HOMO, não é condenado por Deus. A bíblia traz exemplo de pessoas do mesmo gênero que se amavam, Davi e Jonathas é um deles, Rute e Noemi é outro. Há referências a João, por parte de Jesus, como o discípulo amado, mas dizer que havia sexo entre eles é especulação e algo inaceitável.O pecado do homossexualismo nasce como todos os outros. A "receita" de como nasce o pecado encontramos em Tg 1: 14-15. A busca pelo prazer sexual induz ao adultério, à lascívia, à fornicação, à zoofilia, ao homossexualismo... E aí? É pecado buscar prazer sexual? Mais uma vez afirmo, não vejo onde Deus errou. Se é difícil lutar com as tendências homossexuais também é difícil lutar contra outras formas de busca pelo prazer sexual, como o adultério, a fornicação, a impureza, a lascívia,a pornografia, e também contra outros pecados, mas devemos a cada dia procurar mortificar a nossa vontade carnal e viver uma vida em Cristo. (Gal 2:20). Isso é santificação sem a qual ninguém verá a Deus.
Brasília - DF
Textos publicados: 1 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.