Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Por que eu sou incômodo?

Lembranças da infância trazem-me à memória, quase octogenária, alguns acontecimentos, via de regra, agradáveis; exemplificando, cantávamos um refrão que dizia: "um elefante incomoda muita gente, dois elefantes incomodam muito mais", brincadeira sadia que hoje é difícil encontrar igual neste mundo eletrônico.

Há lembranças maternas de recomendações com a higiene pessoal: tomar banho diário e não esquecer de lavar a cabeça, ou não deixar de esfregar atrás da orelha; ora, por que lavar a parte traseira, supostamente invisível aos olhos alheios?

Tenho lembranças de mães que não eram incômodas e, por isso mesmo, seus filhos, ainda na primeira infância, tinham os dentes cariados, pretos e furados – que desagradável!

Há algumas semanas, revista de grande circulação, datada de 04.10.2017, trouxe uma reportagem dizendo que "os evangélicos incomodam", traçou preconceituosamente o perfil dos evangélicos: pobres, de cor morena, etc. – não quero entrar no mérito do preconceito [inclusive sou descendente de afro-brasileiros].

Não faz muito tempo narrei aqui uma conversa de um grande amigo meu com o dono da empresa na qual trabalhei 44 anos; ele disse ao "ex-patrão" estou congregando na mesma igreja do Edmar, ao que foi indagado: "o Contador Geral?", o que o amigo confirmou: "sim, ele mesmo" – o chefe, então, disse: "exigente!" – meu comentário foi: "ele, o patrão, era considerado ‘exigente’ também"; se ele me chama de "exigente" e não, por exemplo, de "relapso", "irresponsável", "incompetente" isso me honra muito.

O que as pessoas não entendem, quanto aos evangélicos, é que eles são obedientes à Palavra de Deus, e o Senhor Jesus ordenou [a grande comissão]: "IDE por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Mc. 16 15), e, ainda: "IDE, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as cousas que vos tenho ordenado" (Mt. 28 19); e disse, antes de ascender ao Céu: "Mas recebereis poder, aos descer sobre vós o Espírito Santo, e SEREIS MINHAS TESTEMUNHAS tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e ATÉ AOS CONFINS DA TERRA" (At. 1 8).

O Apóstolo Paulo, vou repetir o que tenho dito em outros textos, disse a Timóteo: "Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, QUER SEJA OPORTUNO QUER NÃO, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo [é hoje] em que não suportarão a sã doutrina, pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas" (2 Tm. 4 1-4).

A nossa responsabilidade, como cristãos [seguidores do Senhor Jesus], é muito grande; disse-o o Apóstolo Pedro: "Vós, porém, sois raça eleita, SACERDÓCIO REAL, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, A FIM DE proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz" (I Pe. 2 9).

Disse, ainda, Pedro: "Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada [a 2ª. vinda do Senhor Jesus]; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, NÃO QUERENDO QUE NENHUM PEREÇA, senão que todos cheguem ao arrependimento" (2 Pe. 3 9).

Na sequência ele diz que o Senhor Jesus virá "de surpresa" [como um ladrão de noite, que não avisa antecipadamente àqueles que vai roubar] e recomenda que sejamos encontrados em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus (v. 10-12).

O Senhor Jesus disse aos seus discípulos sobre a sua volta: "E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. ENTÃO, VIRÁ O FIM" (Mt. 24 14).

Pelo meu entendimento, temos que apressar a vinda do Dia de Deus levando a sua Palavra a toda criatura, a todas as nações até aos confins do mundo; só aí virá o Dia de Deus!

Quando pregamos, com insistência [incompreendida] a todos temos duas razões: alcançar, diretamente, aqueles que ainda não se converteram ao Senhor Jesus e, indiretamente, através dos nossos amigos já convertidos que, assim entendemos, vão "repassar" ou "compartilhar" com os de seu relacionamento.

O fato é que o evangelho tem que ser levado a todos, quer seja oportuno, quer não seja [texto acima citado], sem prejulgarmos:

- "este é salvo, não preciso falar com ele",

- "esse ainda não recebeu o Senhor Jesus, tenho que alcançá-lo diretamente ou via alguém já convertido."

Finalmente, quando o Senhor Jesus voltar, prefiro ser considerado por ele como "servo bom e fiel" [quiçá "exigente"] como ele disse na Parábola dos talentos, à qual me referi no texto anterior, em relação aos dois servos que ganharam novos talentos negociando com aqueles que o seu patrão lhes confiara, na sua ausência; e, um outro servo foi condenado por ter enterrado o talento, inclusive não recebendo o elogio "servo bom e fiel".

Pense nisto!
São Paulo - SP
Textos publicados: 482 [ver]
Site: http://www.sefiel.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.