logo ultimato
  • Seja bem-vindo Visitante!
  • Cadastre-se
  • facebook
  • twitter
  • rss
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Esqueci minha senha

Palavra do leitor

"O Senhor é contigo, varão valoroso"

O livro de Juízes, nos capítulos 6 e 8, relata a história do jovem Gideão. A Bíblia o descreve como um varão valoroso, que viveu em uma época difícil para o povo de Israel (6.1-6).

Foi um período de servidão dos israelitas aos medianitas, que por sua vez, era um povo que conhecia outros deuses (6.2). Deus interessado em resolver a situação do povo de Israel, envia um anjo a falar com Gideão, quando ele trabalhava no campo de seu pai (6.11). O anjo disse-lhe: "O Senhor é contigo, varão valoroso". Mas Gideão responde dizendo: "Mas se o Senhor é conosco, por que nos aconteceu todo este mal?" (6.12-13).

Não é de surpreender a preocupação de Gideão, pois muitas vezes também é a nossa. Se Deus está conosco, por que todas essas dificuldades diante do povo? Será que Deus olha somente para uns e se esquece de outros? O texto continua com a resposta de Deus: “Vai, nesta tua força, e livrarás a Israel da mão dos midianitas (6.14)”.

Um dos aspectos interessantes desse texto está exatamente em Deus ver que Gideão tinha em si força para livrar seu povo. Deus estava trazendo para Gideão a solução para o problema do seu povo, como prova inequívoca de que Deus ainda era com eles. A juventude é a força motriz das sociedades. E Gideão não fugiu à regra. Jovem que era, foi chamado para libertar seu povo. “Vai nesta tua força.” Deus estava se referindo na força espiritual, força interior.

Deus viu em Gideão a FÉ que traz mudanças, capaz de remover montanhas. Talvez foi isto que Deus viu em Gideão, e que continua vendo na juventude de todo o mundo. Fé e coragem moral de dizer NÃO à corrupção, à violência, às drogas, ao sexo irresponsável e às injustiças. Será que na juventude de hoje, existe essa mesma força?

A juventude é esperança para um mundo mais livre, justo e igualitário. Pois a nossa fé pode impregnar a humanidade com tais valores. É preciso desenvolver a fé, aumentar o conhecimento para que o percurso da vida, às vezes nada agradável, não ofusque as convicções de mudança.

A Bíblia é palavra de Deus, que se faz esperança àqueles(as) que se encontram sem uma perspectiva de vida. Jesus deixa um exemplo claro para os discípulos, que estavam sem visão, sem rumo no caminho de Emaús (Lc 24.13-35). Jesus se faz próximo, escuta a tristeza dos dois homens que caminhavam cabisbaixos. Uma pergunta surge do nada: “que é isto que vos preocupa à medida que caminhais?”, em contrapartida, uma resposta de perplexidade: “És o único que estando em Jerusalém ignoras as ocorrências desses últimos dias?” (17-18). Jesus escutou (19-24). E daí, o convite inesperado: “fica conosco” (29). A conversa que fez aqueles homens enxergarem foi ao redor da mesa, na eucaristia, no partir do pão. Jesus se faz próximo dos sem identidade, pergunta pela vida, escuta, relembra a história, renova o compromisso com a fé na vida e reinstaura a prática da partilha.

Concluo dizendo que a Bíblia fornece vários exemplos, em que a juventude é vocacionada por Deus. O chamado vocacional, tanto no Antigo como no Novo Testamento, acontece em muitos casos às pessoas ainda jovens, por exemplo, Jacó (Gn 28.13-17), Moisés (Ex 3.1 a 4.17), Samuel (ISm 3.1-21), Isaías (Is 6), Jeremias que disse não passar de uma criança (Jr 1.6), Rute (Rt 1.16), Maria (Lc 1.26-38) entre vários outros. Portanto, a juventude precisa assumir seu lugar diante da sociedade e ouvir a voz de Deus dizendo: vai nessa tua força jovens valentes, porque Eu sou com vocês!
São Bernardo Do Campo - SP
Textos publicados: 2 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

Opinião do leitor

comentar
Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.