Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O que nós somos?

‘’A bíblia não deve, até porque não é, um manual de perguntas e respostas para nos tornar bom, certo, justo, correto, mas sim, nos oferece um caminho voltado a não descartar o outro, em nossa trajetória de vida.’’


Os avanços encabeçados pelo ser humano não conseguiram proporcionar um necessário e possível equilíbrio, infelizmente. Cada vez mais, mesmo nos considerados cenários aspirados por muitos, os opostos não se atraem e nos envergonham, como jovens marcados por um sinal de desesperança, populações excluídas do sonho eldorado de um consumismo sem fronteiras. Em meio a isso, muitos estufam o peito e se declaram célebres e vergonhosas frases, tais como:

- Você sabe, quem sou eu?
- Você sabe, com quem está falando?
- Se você soubesse, pensaria duas vezes!

Sinceramente, estamos num planeta chamado terra, com quinze bilhões de anos, parte de uma galáxia, diga – se de passagem, entre cem milhões de galáxias, como terceiro planeta alcançado por uma estrela anã, ao qual denominado de sol. Não para por aqui, estamos num universo, além de outros, e, por tal razão, os especialistas usam a expressão multiverso.

Enfim, sem delongas, não somos, concretamente, a última bolacha, no pacote.

Digo isso, devido a postura e o proceder de pessoas movidas por separar, segregar, desprezar, diminuir mesmo e rebaixar, em nome de seu deus, de sua religião, de sua ideologia, de sua condição socioeconômica e cultural, de sua pele, de raça, de sua etnia e por ai vai.

Em contrapartida, mesmo diante desses mosaicos monstruosos, ainda assim, em Gênesis 1.31, somos visto como o muito bom da criação e isto nos ajuda a reavaliar nosso ser e chegar a conclusão de, embora as tensões, as situações que nos dilaceram na alma, as perguntas sem respostas, o vazio das perdas, somos o muito bom, sem ir a uma veneração tola de ninguém.

Eis a oportunidade de muitos defensores de uma narrativa triunfalista e ufanista, caso tenham coragem, de estabelecer uma ponderada revisão de seus atos e práticas, porque, lá no fundo, ministérios, profecias, promessas, sermões, campanhas e tudo o mais não servirá e não serve para o Deus apaixonado por gente, que se encarnou, entre nós, para derramar essa compaixão e essa justiça restauradora e reconciliadora, em favor da humanidade, trouxe, por meio da Cruz de vida e sonhos, a ruptura de todas as coações para segui-lo (assumindo o risco, inclusive, de o rejeitarem, de lhe virarem as costas).

Então, somos ou temos sido, sem nenhuma tolice de perfeição, aventureiros no seguir dessa Graça ou não, preferindo as ilusões de que nos bastamos e ponto final?
São Paulo - SP
Textos publicados: 49 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.