Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

“O meu povo está sendo destruído porque lhe falta o conhecimento”

Hoje, conforme ocorreu no passado, o povo de Deus "está sendo destruído porque lhe falta o conhecimento" (Oséias 4:6). Por isso, precisamos clamar a Deus por um novo avivamento na Igreja. Como Habacuque, devemos orar: "aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos" (Habacuque 3:2). Todavia, a urgência do nosso tempo não é mais de um movimento pentecostal, e sim de um avivamento de conhecimento da Palavra de Deus. Não falamos de formação teológica, mas de conhecimento do evangelho puro e simples de Jesus.

Acontece que falta sede do evangelho, há carência de vontade de examinar as Escrituras, falta "bereanismo" (Atos 17:11) nos crentes atuais. Se o povo que se chama pelo nome do Senhor lesse mais o Novo Testamento, certamente não se contentaria com dons pirotécnicos, desejaria discernir os espíritos; não chamaria usos e costumes de "doutrina", amaria a Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a si mesmo, pois disto dependem toda a Lei e os profetas (Mateus 22:36-40) e nisto consiste a verdadeira religião de Deus (Tiago 1:27).

Como não sermos enganados, se de um lado temos cultos à prosperidade e de outro temos misticismos e "retetés" em nome de Jesus? Se em uma parte vemos judaizantes querendo guardar as ordenanças formais da Lei, e em outra observamos a liberdade da Graça servindo como pretexto para a libertinagem? Uns pregam a fé morta, sem obras (Tiago 2:26) e sem os frutos do Espírito (Gálatas 5:22), outros pregam as obras como meio de salvação, anulando assim a cruz de Cristo. Como permanecermos de pé mediante toda essa confusão instalada?

A única maneira de sobrevivermos é conhecendo a Palavra de Deus, examinando as Escrituras, lendo a Bíblia! Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14:6), porém muitas denominações tem constituído a si mesmas de "o caminho" da salvação. A Verdade é Jesus, todavia muitos tem tentado passar as suas verdades pessoais como a Verdade do evangelho. A Vida é Jesus, entretanto muitos tem sido guiados a caminhos de morte espiritual pela ingestão de falsas doutrinas. A salvação é pela Graça, mas muitos confundem a Graça com uma placa de igreja.

A Igreja de Jesus precisa clamar urgentemente por um avivamento bíblico. Precisamos ser mais evangélicos (no sentido de cumpridores do evangelho) e menos "gospel" (no sentido de termos uma espiritualidade não baseada em letras de músicas, uma teologia que não seja feita de slogans e uma adoração a Deus que seja em espírito e em verdade, e não na forma de danças e canções). Precisamos ser mais cristãos (no sentido de sermos imitadores de Cristo) e menos "crentes" (no sentido de não sermos meros religiosos). Aviva, ó Senhor, a tua Igreja com a tua Palavra para que ela não seja destruída por falta de conhecimento!
Palhoça - SC
Textos publicados: 15 [ver]
Site: http://www.facebook.com/PageLuzAosMeusPes

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.