Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Evangelismo é um mendigo contando a outro mendigo onde encontrou pão

Nem sempre o que se vê, o que se lê nas redes sociais é inútil, é irrelevante, embora, creia eu, que há uma carência enorme de matérias melhores, de post’s que edifiquem a vida dos leitores sedentos de uma palavra que os confortem, que os consolem, que lhes traga PAZ.

Há alguns dias, li na página da Igreja Metodista de Roncador, a quem pedi consentimento para usá-la, a frase que estou utilizando como título do artigo semanal de hoje.

Há um episódio no Antigo Testamento [Bíblia Sagrada] em que, nos enfrentamentos entre Israel e os Siros, havia fome em Samaria e o profeta Eliseu predisse a abundância de víveres; quatro leprosos estavam à entrada da porta [os leprosos não podiam viver entre o povo sadio].

Esses quatro homens decidiram entrar no arraial dos siros certos de que a morte era inevitável; se entrassem morreriam, se ficassem fora pereceriam de fome.

Ao adentrarem perceberam que não havia ninguém, pois os siros haviam fugido porque o Senhor fizera-os ouvir ruídos de carros, ruídos de cavalos e ruídos de um grande exército; entenderam que o rei de Israel se aliara a outros reis para invadir o acampamento deles e fugiram deixando tudo para trás.

Os leprosos estupefatos entraram e comeram a se fartar. Aí vem a boa parte da história:

"Então, disseram uns para os outros: Não fazemos bem; este dia é dia de boas-novas, e nós nos calamos; se esperarmos até à luz da manhã, seremos todos culpados; agora, pois, VAMOS E O ANUNCIEMOS À CASA DO REI" (II Re. 7 9).

Os leprosos poderiam, egoisticamente, ter ficado calados continuando a se fartar com o que os siros fugitivos abandonaram, na pressa de irem embora, para não serem pegos pelos "supostos" exércitos inimigos.

Não foi isso que fizeram, mas foram e anunciaram as boas-novas, ao rei de Israel, para que aquele povo tivesse, também, saciada a sua fome, a sua miséria.

Éramos perdidos pecadores [ainda somos]: "Todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Rm. 8 23), mas Deus, pelo seu grande amor ao mundo inteiro, "DEU o seu Filho unigênito para que TODO aquele que nele crer não pereça, mas alcance a vida eterna" (Jo. 3 16).

Poderíamos, na certa, receber o Senhor Jesus, no coração, para termos o direito de nos tornarmos salvos – nos tornarmos filhos de Deus, família de Deus (Jo. 1 12) no gozo desta graça derramada, por Deus, sobre toda a humanidade, mediante a fé no Senhor Jesus.

Poderíamos ficar "na nossa", ou seja, não compartilharmos com o próximo, deixando-o à própria sorte.

Incumbi-nos, todavia, fazer o que fizeram aqueles quatro leprosos, qual seja, no nosso caso: ir a todo o mundo e anunciar as boas-novas do Evangelho; boas-novas de que o Senhor Jesus nasceu, viveu, morreu, mas RESSUSCITOU, por nós, sem o que ninguém veria o prêmio da salvação.

Não há salvação em nenhum outro e devemos dizer isso sempre, devemos compartilhar a salvação, em Cristo Jesus, com toda a humanidade, até aos confins da terra" (At. 1 8).

"Evangelismo é isso, é um pedinte, um mendigo contando a outro faminto onde e como encontrou pão." O Senhor Jesus é o Pão da Vida; Ele mesmo o disse:

"Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede" (Jo. 6 35).

Temos que compartilhar isso enquanto não chega a hora de prestarmos contas a Deus; esse momento se aproxima rapidamente!

Pense nisso!
São Paulo - SP
Textos publicados: 468 [ver]
Site: http://www.sefiel.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.