Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Autoconhecimento X Conhecimento de Deus

Esta é a era da busca por autocontrole e do autoconhecimento para se chegar a um propósito existencial. Mas se perguntar qual o propósito de existência da maioria das pessoas que nos cercam — mesmo para os que professam a Fé que dá um propósito de vida comum a Igreja — não saberiam responder com exatidão qual a razão de sua existência. É uma indagação que não tem fronteira temporal, desde que o homem se relacionou com o pecado sua existência perdeu o propósito original. Não somente a existência humana, mas tudo que estava sobre o governo humano perdeu o rumo existencial. Não é por acaso que a escritura cita em Romanos 8:19-22 (NTLH) que o universo se tornou inútil e preso ao poder destruidor que o escraviza. Porém a esperança do universo está na manifestação dos filhos de Deus. Comparando as traduções e versão desta mesma passagem, vê-se um sentido único e coerente em relação com a deformidade das coisas e uma esperança de reparação. Tudo se converge no restituir da raça humana quanto a sua originalidade.

A reparação do original é exatamente a restituição da glória de Deus outrora perdida no paraíso. Isso vai além do autoconhecimento proclamado ou do "se encontrar para ser feliz". O que foi perdido não se restaura através mentores organizadores de vida. Não se restaura comprando entusiasmos no Marketing Existencialista que é a nova tendência no mercado das almas com seus propósitos existenciais para todo tipo de humanos, cada um com sua prerrogativa existencial prometem conceber a razão do existir. Então a lista de novos recursos para salvaguardar a humanidade de sua mente extraviada aumenta a cada dia e quanto mais o homem se moderniza e se diz mentalmente mais evoluído, mais necessidade tem em auto emergir para tentar achar, na escuridão do seu eu perdido, a solução para os seus devaneios metafísicos: a chave para o inusitado nirvana cósmico interior.

É interessante a ligação que a Bíblia faz com a recuperação do estado original do homem com a impaciência da natureza. Enquanto se incentiva o autoconhecimento através da ciência sem a ajuda de Deus o universo clama para que os verdadeiros filhos de Deus se recuperem do estado de torpor e busquem em Deus a verdadeira essência humana que é a manifestação da semelhança e imagem de d’Ele para encher toda a terra com a Sua Glória.. Mas o Cristo que a mente humana deseja está longe de ser o Cristo que desceu do céu, se fez carne e habitou entre os homens e que deve ser o eixo central da psique humana. Mas são tantas invenções de cristos que cada vez fica mais difícil a compreensão do verdadeiro Filho de Deus. E cada vez se tenta explicar quem Ele é ou foi com a profundidade do conhecimento metafísico empírico ou com investigações científicas baseada no Jesus histórico. Seja qual for o veio de investigação ou de testemunho que se tem, o Jesus mais proclamado na atualidade é um Jesus complexo, complicado de entender e o pior: para que serve? A verdade é que se tenta explicar o Cristo com a mente humana corrompida, a mesma mente que, com a Sua infinita misericórdia, Ele veio restaurar. Então fica tudo complexo porque seria muito fácil aceitar que Jesus é o filho do Homem que veio buscar e salvar "o que se havia perdido". Já que a mente perdida pensa que o mapa para o "El Dourado" do existir está em descobrir a si mesmo para depois descobrir o mundo, mas sem aceitar que faz parte do "o que se havia perdido".

De todas as perdas a maior que o homem poderia ter com a queda foi a capacidade de ter sua mente intacta, protegida pela Glória de Deus. Ao passo que a humanidade mergulha no seu próprio interior e estuda o intelecto humano como nunca, menos capacidade tem de conhecer a Deus. Quanto mais se busca a deidade dentro de si, menos humano se torna, mais longe do propósito fica. O homem tem conseguido nesta jornada se distanciar do que é humano e do que é Divino para encontrar o nada. Cristo que é o ponto restaurador desse sistema tem sido tratado apenas como uma super mente que precisa ser estudada, mas não seguida. Então do meio dessa coisa nenhuma o homem procura meios para descobrir algo maior que a si mesmo para fazer parte. Uma organização, uma igreja, um idealismo ou até mesmo o nada fundamentado no pluralismo de eclosões ideológicas. Porém o mais honesto dos Coachings ou mentorings não seria capaz de fazer preencher a necessidade do vazio da alma. E nenhum pastor ou líder religioso poderia dar sentido a uma vida.

Por mais sincero que seja, um homem não pode restaurar outro homem. Somente o poder restaurador da cruz é capaz de fazer com que o homem conheça a Deus, se encontre e descubra n’Ele o propósito para a sua existência. Jesus, o homem perfeito, é a bússola que põe fim a esta busca. Ter Jesus como um lábaro idealista é algo descolado as vista das leis da diversidade ideológica. Porém Jesus não é apenas uma bandeira ideológica ou uma mente brilhante a ser estudada. Muito menos uma experimentação esporádica que acontece de reunião em reunião. Ele é o Deus que se fez homem para salvar a mente humana que se perdeu quando a Glória de Deus esvaiu.

Mergulhar em Deus ao invés de mergulhar em si, é possível somente através do novo e vigo caminho que, por mais que se diga que Jesus é ultrapassado ou retrógado, continua sendo novo e vivo porque o homem continua precisando da Glória de Deus. E é essa falta de reconhecimento da carência da Glória que faz com que o homem se distancie do que é humano e do que é divino. O homem só se completa em Deus, Deus o fez assim. Imagem e semelhança. O pecado roubou essa completude. Quando refeita a comunhão entre Deus e o homem através da cruz de Cristo, a Gloria divina, ou seja, a presença divina é restaurada. Não que o homem se torne um deus, mas que a sua humanidade se completa com a presença d’Ele. Então se faz possível para o homem se encontrar dentro de si, desde que a presença Divina seja restaurada em Jesus, o Cristo. O ungido de Deus para buscar e salvar humanidade perdida dentro do seu próprio eu e fazê-lo nascer de novo.
Nova Iguaçu - RJ
Textos publicados: 8 [ver]
Site: http://palavramanejada.blogspot.com.br
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.