Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

A crucificação e a vírgula!

Um douto, amado irmão na fé, e estudioso bíblico solicita que eu informe a minha interpretação a respeito da Palavra do Senhor Jesus, na cruz, para aquele homem, chamado de "bom ladrão"; não o que negou o Mestre, zombou, mas o que O recebeu, no coração, naquela hora, o que se converteu ao Senhor Jesus no momento final de sua vida.

O diálogo, a partir da pergunta do "bom ladrão":

"Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: ‘Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso’" (Lc. 23-42-43).

Tenho, diante de mim, 9 traduções bíblicas e há unanimidade no texto transcrito acima. A NVI – Nova Versão Internacional, que usa uma linguagem popular, escreve:

"Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso." A NVI coloca os dois pontos antes da afirmativa exatamente como o faz a Bíblia King James atualizada, cuja tradução feita por William Tindale é considerada a mais confiável desde 1611.

Há questionamentos vários face à colocação ou não de uma vírgula, ou dois pontos, que, dependendo de onde se colocou, altera todo o significado da afirmativa do Senhor Jesus. O original, grego, não tem vírgula até porque a língua grega não tem pontuação e o entendimento se dá pelo contexto. Eis o texto grego:

Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.
και ειπεν αυτω αμην σοι λεγω σημερον μετ εμου εση εν τω παραδεισω

Este texto, no grego, poderá ser entendido como o Senhor Jesus afirmando que naquela data estariam juntos no Paraíso, desde que escrito conforme transcrevi acima, que é tradução unânime das nove versões que tenho em mãos.

Poderá, ainda, ser traduzido como o faz a versão "Bíblia Novo Mundo" das Testemunhas de Jeová: "Em verdade vos digo hoje: Estarás comigo no Paraíso" (sic). Se até aqui se entende que o Senhor Jesus afirma que "naquela mesma data" estariam juntos, no Paraíso, na versão Novo Mundo entende-se que o Mestre dissera algo assim: "Hoje, lhe garanto que estarás [tempo futuro] comigo no Paraíso" ou "Eu lhe garanto, hoje, que estarás [futuro] comigo no Paraíso".

Questionamentos mais comuns:

- se o Senhor Jesus, enquanto o corpo permaneceu no túmulo, o Espírito foi pregar para aqueles que estavam no inferno, logo não poderia estar com o novo convertido no Paraíso (sic).

- se o Senhor Jesus, pouco tempo após esse diálogo, disse: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu Espírito. E, havendo dito isto, expirou" (Lc. 23 46) entende-se que sim, Ele se encontraria com o ladrão, no Paraíso, naquele dia.

- diz-se, também, que Ele não subiu pois, após a Ressurreição, Ele disse a Maria Madalena [as mulheres foram as primeiras a vê-lo ressuscitado]:

"Não me detenhas, porque AINDA NÃO SUBI para meu Pai, mas vai para meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus" (Jo 20 17).

- há, ainda os que apresentam outros argumentos, tais como, sem entrar em detalhes face ao meu pouco espaço [5000 caracteres]:

- Deus é onipresente;

- ou era comum, naquela época, falar assim "eu te digo hoje: (...)"

- ou "Para Deus um dia é como mil anos" [2Pe. 3 8), etc.

A Bíblia Vida Nova – versão revista e atualizada no Brasil – com notas de pé de página, do seu tradutor Doutor Rev. Russel Shedd, homem de Deus, recém- falecido, explica: - "Comigo no Paraíso. Isto é, compartilhando o lugar e a condição de bem-aventurança celestial daqueles que morrem no Senhor (cf Ap 14:13) até à ressurreição" (sic).

Para não alongar muito e temendo dizer alguma heresia, uma coisa é subir em Espírito, outra coisa é subir corpo/alma/Espírito conforme aconteceu em sua ascensão ao Céu, 40 dias após.

E, assim subirão, também, os seguidores do Senhor Jesus no ARREBATAMENTO (1Ts. 4 13-18); os que ficarem, convertidos ao Senhor Jesus durante a Grande Tribulação, também irão, com a segunda vinda de nosso único e suficiente Senhor e Salvador, habitar com Ele, no Seu Reino.

Toda essa discussão milenar, na verdade, não leva a nada, só confunde; e devemos ser como os cristãos de Beréia, considerados mais nobres porque conferiam tudo nas Escrituras (At. 17 11).

Creio que, quando Deus olha o meu dia, Ele o faz com a sua visão que não é vertical [só o hoje 29.07.2017]; mas sua visão é horizontal [panorâmica] isto é: Ele vê o hoje desde ANTES da minha fecundação até o APÓS os meus dias finais, no Seu Reino:

"Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir" (Sl. 139 15-16 NVI).

Repito parte de texto, já citado em outro artigo, do Missionário Dr. Stanley Jones, caso, no final, não haja Céu:

"Não me arrependo de ter sido um cristão. Dê-me a oportunidade de fazer novamente as minhas escolhas e eu direi: ‘com ou sem céu, sou um cristão por convicção e escolha’. Não é preciso haver céu para que eu me alegre nisso".

Temos que viver por fé!

Pense nisso!
São Paulo - SP
Textos publicados: 468 [ver]
Site: http://www.sefiel.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.